Ensaio de Fase 3 da NINLARO® (ixazomibe) como terapia de manutenção satisfaz estágio final primário demonstrando melhoria estatisticamente significativa em sobrevida livre de progressão em pacientes com…

– Resumo a ser enviado para apresentação no Encontro Anual da ASH
2018 –

CAMBRIDGE, Massachusetts & OSAKA, Japão, 11/07/2018 –

Ensaio de Fase 3 da NINLARO® (ixazomibe)
como terapia de manutenção satisfaz estágio final primário demonstrando
melhoria estatisticamente significativa em sobrevida livre de progressão
em pacientes com mieloma múltiplo após transplante

Takeda Pharmaceutical Company Limited (TSE:
4502
) anunciou hoje que o estudo randomizado da fase 3,
TOURMALINE-MM3, satisfaz o seu estágio final primário, demonstrando que
o agente único oral NINLARO® (ixazomibe) como terapia de
manutenção resultou em uma melhoria estatisticamente significativa na
sobrevida livre de progressão (SLP) em relação ao placebo. O ensaio
avaliou o efeito do NINLARO como terapia de manutenção em pacientes
adultos diagnosticados com mieloma múltiplo, que responderamàterapia
em alta dosagem (HDT) e ao transplante de células-tronco autólogas
(ASCT). A Takeda planeja enviar os dados do ensaio às agências
regulatórias ao redor do mundo. O NINLARO não está atualmente aprovado
como terapia de manutenção para mieloma múltiplo após o ASCT.

“Dentro do cenário de manutenção, é crucial que encontremos agentes que
sejam eficazes, toleráveis e convenientes”, disse Jesús Gomez Navarro,
M.D., vice-presidente e diretor de Pesquisa e Desenvolvimento Clínico em
Oncologia na Takeda. “Os resultados do ensaio TOURMALINE-MM3 representam
um importante passo em direçãoàmeta de expandir o uso do NINLARO como
terapia de manutenção. Este é o primeiro e único estudo da fase 3
controlado com placebo, que avalia um inibidor de proteassoma neste
cenário e aguardamos com expectativa as discussões com as autoridades de
saúde em todo o mundo.”

Não houve novos sinais de segurança encontrados no TOURMALINE-MM3. O
perfil de segurança do NINLARO no ambiente de manutenção é consistente
com os resultados anteriormente relatados do uso do agente único NINLARO.

Resultados com dados completos serão enviados para a apresentação na 60º
Encontro Anual da Sociedade Americana de Hematologia, que ocorrerá em
dezembro.

Sobre o ensaio TOURMALINE-MM3

O TOURMALINE-MM3 é um estudo de Fase 3, duplo-cego, randomizado,
controlado com placebo, com 656 pacientes, desenvolvido para determinar
o efeito do NINLARO® (ixazomibe) na sobrevida livre de
progressão (SLP), comparado ao placebo, em participantes com mieloma
múltiplo que tiveram uma reação (reação completa [CR], reação parcial
muito boa [VGPR] ou reação parcial [PR]) para terapia de indução seguida
por terapia de alta dosagem (HDT) e transplante de células-tronco
autólogas (ASCT). O estágio final primário é a sobrevivência sem
progressão (PFS). Um estágio final secundário chave inclui a sobrevida
global (OS). Para informações adicionais: https://www.clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT02181413.

Sobre o NINLARO® (ixazomibe) em cápsulas

NINLARO® (ixazomibe) é um inibidor oral de proteassoma que
também vem sendo estudado mediante a continuidade de cenários de
tratamento de mieloma múltiplo, bem como amiloidose (AL) sistêmica de
cadeia leve. Foi o primeiro inibidor oral de proteassoma a ser utilizado
em ensaios clínicos de fase 3 e a receber aprovação. O NINLARO foi
aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA) dos EUA em novembro de
2015, após uma revisão de prioridade e pela Comissão Europeia em
novembro de 2016. Nos EUA e na Europa, o NINLARO é indicado em
combinação com a lenalidomida e a dexametasona para o tratamento de
pacientes com mieloma múltiplo, que receberam pelo menos uma terapia
anterior. O NINLARO recebeu autorização de marketing de autoridades
regulatórias em mais de 55 países.

Foi concedido ao ixazomibe a designação de medicamento órfão em mieloma
múltiplo em 2011 e para amiloidose (AL) em 2012, tanto nos EUA como na
Europa. O ixazomibe recebeu o status de Terapia Inovadora do FDA dos EUA
para amiloidose (AL) sistêmica de cadeia leve recidivante ou refratária,
uma doença ultraórfã relacionada, em 2014. O Ministério de Saúde, do
Trabalho e do Bem-Estar do Japão concedeu a designação de Medicamento
Órfão ao ixazomibe em 2016.

O abrangente programa de desenvolvimento clínico do ixazomibe, o
TOURMALINE, inclui um total de seis ensaios piloto em andamento – cinco,
que juntos estão pesquisando toda a população principal de pacientes com
mieloma múltiplo, e um para amiloidose de cadeia leve:

  • TOURMALINE-MM1, investiga o ixazomibe em relação ao placebo em
    combinação com lenalidomida e dexametasona em mieloma múltiplo
    reincidente e/ou refratário
  • TOURMALINE-MM2, investiga o ixazomibe em relação ao placebo em
    combinação com lenalidomida e dexametasona em pacientes com mieloma
    múltiplo recentemente diagnosticado
  • TOURMALINE-MM3, investiga o ixazomibe em relação ao placebo como
    terapia de manutenção com mieloma múltiplo recentemente diagnosticado,
    após terapia de indução e transplante de células-tronco autólogas
    (ASCT)
  • TOURMALINE-MM4, investiga o ixazomibe em relação ao placebo como
    terapia de manutenção em pacientes com mieloma múltiplo recentemente
    diagnosticado, que não foram submetidos ao ASCT; este estudo está
    atualmente sendo registrado
  • TOURMALINE-MM5, investiga o ixazomibe mais dexametasona em relaçãoà
    pomalidomida mais dexametasona em pacientes com mieloma múltiplo
    reincidente e/ou refratário que se tornaram resistentesàlenalidomida
  • TOURMALINE-AL1, investiga o ixazomibe mais dexametasona com relaçãoà
    opção médica de regimes selecionados em pacientes com amiloidose (AL)
    reincidente ou refratária; este estudo está atualmente sendo registrado

Para mais informação sobre registros ativos de estudos da fase 3,
visite: https://www.tourmalinetrials.com/

Além do programa TOURMALINE, o ixazomibe está sendo avaliado em
múltiplas combinações terapêuticas para várias populações de pacientes
em estudos iniciados por pesquisadores a nível mundial.

NINLARO® (ixazomibe) em cápsulas:
informações importantes de segurança a nível global

ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS
Trombocitopenia
foi relatada com o NINLARO (28% x 14% em regimes de NINLARO e placebo,
respectivamente) com nadires de plaquetas geralmente ocorrendo entre os
dias 14 e 21 de cada ciclo de 28 dias e recuperaçãoàlinha de base no
início do próximo ciclo. Não resultou em um aumento de eventos
hemorrágicos ou transfusões de plaquetas. Monitore as contagens de
plaquetas pelo menos mensalmente durante o tratamento com o NINLARO e
considere a monitoração mais frequente durante os primeiros três ciclos.
Administre modificações de dosagens e transfusões de plaquetas, conforme
diretrizes médicas padrão.

Toxicidades gastrointestinais foram relatadas em regimes de
NINLARO e placebo, respectivamente, como diarreia (42% x 36%),
constipação (34% x 25%), náusea (26% x 21%) e vômito (22% x 11%),
ocasionalmente exigindo o uso de medicamentos antieméticos e contra
diarreia, bem como cuidados auxiliares.

Neuropatia periférica foi relatada com o NINLARO (28% x 21% em
regimes de NINLARO e placebo, respectivamente). A reação relatada mais
comum foi neuropatia sensorial periférica (19% x 14% em regimes de
NINLARO e placebo, respectivamente). Neuropatia motora periférica não
foi relatada comumente nos dois regimes (< 1%). Monitore os pacientes
quanto a sintomas de neuropatia periférica e ajuste a dosagem, se
necessário.

Edema periférico foi relatado com o NINLARO (25% x 18% em regimes
de NINLARO e placebo, respectivamente). Avalie pacientes quanto às
causas subjacentes e preste cuidados auxiliares, se necessário. Ajuste a
dosagem de dexametasona, conforme informação prescrita, ou a dosagem de
NINLARO para sintomas graves.

Reações cutâneas ocorreram em 19% dos pacientes no regime de
NINLARO comparado a 11% dos pacientes no regime de placebo. O tipo mais
comum de erupção relatado em ambos os regimes foi erupção maculopapular
e macular. Controle a erupção com cuidados auxiliares, modificação de
dosagem ou interrupção.

Toxicidade hepática, doença do fígado induzida por medicamento,
enfermidade hepatocelular, esteatose hepática e hepatite colestática
foram relatadas de modo incomum com o NINLARO. Monitore as enzimas
hepáticas regularmente e ajuste a dosagem para sintomas de grau 3 ou 4.

Gravidez – O NINLARO pode causar danos ao feto. Aconselhe
pacientes de ambos os sexos com potencial reprodutivo a utilizar medidas
anticonceptivas durante o tratamento e por mais 90 dias após a dosagem
final do NINLARO. Mulheres em idade fértil devem evitar a gravidez
enquanto tomam o NINLARO, devido ao risco potencial ao feto. Mulheres
utilizando anticoncepcionais hormonais devem utilizar um método
adicional de barreira anticonceptiva.

Lactação – Não é conhecido se o NINLARO ou seus metabólitos são
expelidos no leite materno. Podem ocorrer eventos adversos potenciais em
lactentes e, portanto, a amamentação deve ser interrompida.

POPULAÇÕES ESPECIAIS DE PACIENTES
Insuficiência Hepática:
Reduza a dosagem inicial do NINLARO a 3 mg em pacientes com
insuficiência hepática moderada ou grave.

Insuficiência Renal: Reduza a dosagem inicial do NINLARO a 3 mg
em pacientes com insuficiência renal grave ou doença renal em estágio
final (ESRD) requerendo diálise. O NINLARO não é dializável e, portanto,
pode ser administrado sem consideração ao tempo de diálise.

INTERAÇÕES COM MEDICAMENTOS
A coadministração de fortes
indutores de CYP3A com NINLARO não é recomendada.

REAÇÕES ADVERSAS
As reações adversas relatadas com mais
frequência (≥ 20%) no regime de NINLARO e maior que no regime de placebo
foram diarreia (42% x 36%), constipação (34% x 25%), trombocitopenia
(28% x 14%), neuropatia periférica (28% x 21%), náusea (26% x 21%),
edema periférico (25% x 18%), vômito (22% x 11%) e dor lombar (21% x
16%). Reações adversas graves relatadas em ≥ 2% dos pacientes incluíram
trombocitopenia (2%) e diarreia (2%). Para cada reação adversa, um ou
mais dos três medicamentos foram interrompidos em menos de 1% dos
pacientes no regime de NINLARO.

Resumo das características do produto para a União Europeia: http://www.ema.europa.eu/docs/en_GB/document_library/EPAR_-_Product_Information/human/003844/WC500217620.pdf
Informações
sobre o produto para os EUA:
https://www.ninlarohcp.com/pdf/prescribing-information.pdf
Monografia
do produto para o Canadá:
http://www.takedacanada.com/ninlaropm

Sobre a Takeda Pharmaceutical Company
A Takeda
Pharmaceutical Company Limited (TSE: 4502) é uma empresa farmacêutica
global orientada para pesquisa e desenvolvimento (P&D), com o
compromisso de proporcionar uma saúde melhor e um futuro mais promissor
para pacientes, transformando a ciência em medicamentos que mudam vidas.
A Takeda concentra seus esforços de P&D em áreas terapêuticas da
oncologia, gastrenterologia e neurociência, além de vacinas. Ela também
realiza programas de pesquisa e desenvolvimento (P&D) internamente e com
parceiros para estar na vanguarda da inovação. Produtos inovadores,
especialmente em oncologia e gastrenterologia, assim como sua presença
em mercados emergentes, promovem o crescimento da Takeda.
Aproximadamente 30 mil funcionários da Takeda têm o compromisso de
melhorar a qualidade de vida dos pacientes, trabalhando com nossos
parceiros em cuidados de saúde em mais de 70 países.

Para mais informação, visite https://www.takeda.com/newsroom/.

Informações adicionais sobre a Takeda estão disponíveis em seu site
corporativo, www.takeda.com,
e informações adicionais sobre a Takeda Oncology, a marca da unidade
global de negócios em oncologia da Takeda Pharmaceutical Company
Limited, estão disponíveis através de seu site, www.takedaoncology.com.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada.
As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se
referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que
tem efeito legal.

Contato:

Takeda Pharmaceutical Company Limited

Mídia Japonesa

Kazumi
Kobayashi, +81 (0) 3-3278-2095

kazumi.kobayashi@takeda.com

ou

Mídia
Europeia

Kate Burd, +41 79 514 9533

kate.burd@takeda.com

ou

Mídia
fora do Japão/UE

Victoria von Rinteln, +1-617-444-4391

Victoria.vonRinteln@takeda.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Compartilhe: