Alagoas recebe primeira indústria a produzir sulfeto de sódio na América Latina

Texto de Petrônio Viana

A primeira indústria da América Latina a produzir sulfeto de sódio foi inaugurada nesta terça-feira (5) em Alagoas. A BHR Indústria e Comércio está instalada no Polo Multifabril José Aprígio Vilela, no município de Marechal Deodoro, a partir de um investimento inicial de R$ 25 milhões. A expectativa é de que a planta industrial seja duplicada até o final deste ano, alcançando R$ 50 milhões em investimento e chegando a gerar aproximadamente 400 empregos diretos.

A solenidade de inauguração contou com a presença do vice-governador Luciano Barbosa, que destacou a importância do empreendimento no fortalecimento do cenário de desenvolvimento e diversificação da economia alagoana. Solenidade de inauguração da primeira indústria a produzir sulfeto de sódio na América Latina (Foto: Márcio Ferreira)

“Em primeiro lugar, isso representa geração de emprego fundamental para o Estado de alagoas. Nós precisamos dinamizar nossa economia, ter mais alternativas, atrair empresários interessados em investir no Estado e melhorar a condição de vida do nosso povo. A BHR fará um investimento da ordem de R$ 50 milhões com sua ampliação, gerando 400 empregos diretos. Isso é mais uma iniciativa no sentido de tornar a economia de Alagoas mais dinâmica”, avaliou Barbosa.

A BHR tem capacidade para produzir, em seu primeiro ano de funcionamento, 14.217 toneladas de sulfeto de sódio, carbonato de cálcio e bicarbonato de sódio, elementos essenciais para o ramo da mineração, para produção de tintas, alimentos e gesso. Ela passa a integrar a consolidada Cadeia Produtiva da Química e do Plástico em Alagoas, formada por cerca de 80 empresas e 15 mil trabalhadores. Solenidade de inauguração da primeira indústria a produzir sulfeto de sódio na América Latina (Foto: Márcio Ferreira)

Segundo o empresário Alejandro Hita, sócio diretor da BHR, a inauguração dá início a um ciclo de trabalho produtivo a ser realizado em Alagoas. “O cientista Albert Einstein dizia que a força motriz mais poderosa que o vapor, a eletricidade e a energia atômica é a vontade. Acredito que o resumo desta conquista, a montagem desta fábrica é o resultado dessa vontade, da inteligência e do profissionalismo deste grupo de empresários”, comemorou.

Para se instalar no Estado a BHR recebeu incentivos fiscais previstos no Programa de de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), executado pelo Governo de Alagoas. Pelo Prodesin, a empresa pode receber descontos de até 92% do ICMS na saída de produtos industrializados. Na avaliação do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, o programa tem sido o diferencial de Alagoas para atrair investimentos.

“Em 2016, acompanhando as mudanças ocorridas no Nordeste, o Governo de Alagoas aprimorou o Prodesin. Não é fácil convencer o empresário a vir a Alagoas e investir quase R$ 50 milhões como é o caso da BHR. A confiança no Estado foi fundamental para que a tomada de decisão para esse investimento no Estado fosse feita. A solidez fiscal também é imprescindível para que a iniciativa privada tenha a certeza de que o que foi pactuado será cumprido, porque o Estado tem solidez fiscal suficiente para arcar com aquele benefício e, o que é mais importante, a transparência, onde Alagoas lidera o ranking da CGU entre os estados brasileiros. Isso tudo favorece essa tomada de decisão”, observou Brito.

Veja também  Governo do Estado libera primeira faixa salarial nesta sexta-feira (29)

O vice-governador Luciano Barbosa também apontou os esforços fiscais do Estado na atração de empreendimentos. “Estados que antes eram tidos como estados ricos, com estabilidade, hoje passam por uma crise muito grande. Ao ver que no Estado de Alagoas isso não está acontecendo e as oportunidades estão aparecendo, que o Governo está preocupado com o ajuste fiscal, o equilíbrio das contas públicas, isso dá ao empresário uma tranquilidade para que ele possa aportar seus recursos sabendo que terá sucesso”, lembrou o vice-governador. Solenidade de inauguração da primeira indústria a produzir sulfeto de sódio na América Latina (Foto: Márcio Ferreira)

“Contamos com uma das melhores leis de incentivo fiscal do Brasil, pactuada entre o Governo do Estado e os empresários. Na medida em que o Brasil enfrenta uma grande crise e os empresários percebem que Alagoas é uma alternativa de negócios, esses empresários vêm para Alagoas para saber o que acontece de diferente. Todo empresário gosta de ter segurança, e quanto mais o Estado tiver estabilidade, mais segurança ele consegue passar. E a segurança com a qual o alagoano tem enfrentado a crise valoriza muito o Estado como janela de oportunidade para o empresário”, explicou o Barbosa.

A inauguração da BHR Indústria e Comércio contou ainda com as presenças do deputado federal Ronaldo Lessa, do prefeito de Marechal Deodoro, Cláudio Ayres da Costa, o Cacau, dos deputados estaduais Sérgio Toledo e Isnaldo Bulhões, dos secretários de Estado da ciência e Tecnologia, Rogério Pinheiro, e do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, do presidente da Algás Distribuidora, Arnóbio Cavalcante, do presidente da Federação da Indústria de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra, do superintendente do Banco do Nordeste em Alagoas, Pedro Hermínio, do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-AL, Kennedy Calheiros, do presidente do Sindicato das Indústrias de Plástico de Alagoas (Sindplat), Gilvan Leite, do presidente da Fecomércio, Wilton Malta, e do presidente da ABIH, Mauro Vasconcelos.

Fonte: Agência Alagoas
Fotos: Márcio Ferreira
Compartilhe: