Artesanato produzido por reeducandas será destaque na maior feira da América Latina

Texto de Mayara Wasty

Com criatividade e domínio de técnicas profissionais, matérias-primas são transformadas em sofisticadas peças de artesanato. O trabalho que nasce das mãos de dezenas de reeducandas na Fábrica de Esperança, situada no Complexo Penitenciário, em Maceió, ganha cada vez mais visibilidade.

Entre os dias 6 e 16 de julho, o público que comparecer a 18ª Fenearte, considerada a maior feira de artesanato da América Latina, que será realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda-PE, terá a oportunidade de conferir a produção alagoana ao lado de peças de todo o mundo.

As peças são produzidas nas Oficinas de Crochê, Tenerife, Decupagem, Filé, Marcenaria Artesanal, Pintura em Tecido e Tornearia em Madeira. Todos os serviços são desenvolvidos diante dos olhares atentos dos instrutores da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

Eles ensinam as técnicas e acompanham o passo a passo antes da finalização dos produtos. O perfil e as habilidades das custodiadas também são analisados. A intenção é direcionar as trabalhadoras para oficina onde há maior aptidão.

A gerente de Educação, Produção e Laborterapia, Andrea Rodrigues, ressalta a visibilidade que os trabalhos da Fábrica de Esperança e sua importância para quebrar paradigmas e reinserir as internas no convívio social.

Veja também  Centrais Já! contribuem na prestação de serviços de saneamento em Alagoas

“Estamos expandindo as ações. Em 2015 expomos os produtos em uma feira em Santa Catarina, onde todos os Estados estiveram presentes. Neste ano já participamos do 9º Salão do Artesanato, em Brasília. Essas experiências fortalecem nossa missão: ressocializar através do trabalho digno”, disse.

“A sociedade fica surpresa quando toma conhecimento que os produtos são confeccionados no sistema prisional, pois o nosso artesanato tem uma qualidade diferenciada”, completa a gerente, ao se referir ao contato do público com as surpreendentes criações artesanais.

Na Fenearte, os visitantes também poderão adquirir os produtos artesanais. Em Alagoas, as peças são comercializadas na Av. Silvio Vianna (Rua Fechada), na Praia de Ponta Verde, em Maceió, aos domingos, das 10h às 14h, e no Mercado de Artesanato Margarida Gonçalves, Box 09, no Pq. Ceci Cunha, em Arapiraca, das 9h às 19h.

Serviço

Evento: 18ª edição da Fenearte.

Dias: 6 a 16 de julho de 2017.

Horário: Segunda a sexta-feira: 14h às 22h / Sábado e domingo: 10h às 22h.

Local: Centro de Convenções de Pernambuco, Olinda.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: