Base Nacional Comum Curricular começa a ser regionalizada em Alagoas

Texto de Manuella Nobre

Um grupo de estudos composto por 28 técnicos pedagógicos indicados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) iniciou esta semana os trabalhos para a construção do currículo que atenderá redes pública e privada em todo o Estado. Este primeiro encontro aconteceu no Centro de Formação Ib Gatto Falcão (Cenfor), no Cepa.

“O Ministério da Educação formou frentes de trabalho em todos os estados, onde criou um grupo que vai trabalhar nessa implementação. Esse foi o nosso primeiro encontro oficial, todos são professores efetivos da rede, mobilizados para a implementação da Base da Educação Infantil do Fundamental de Alagoas. Mas também fizemos algumas mobilizações individualmente, tanto Seduc, quanto Undime, no último dia 6, o Dia D de mobilização Educação é a Base”, explica o superintendente de Políticas Educacionais da Seduc, Ricardo Lisboa. BNCC estabelece aprendizagens essenciais dos alunos (Fotos: José Demétrio)

Segundo o superintendente, de 26 a 28 deste mês, estes componentes representarão Alagoas em Brasília, onde todas as unidades federativas irão propor como este trabalho efetivamente acontecerá: entre oficinas, cursos de formação para os componentes curriculares.

“Vamos criar várias agendas: teremos seminários, regionais e municipais, voltados para a socialização do documento da Base. A ideia é que cada escola, Regional ou município possam ter uma discussão para conhecer o documento da educação infantil, o documento dos anos iniciais e finais.Isso mobilizando todo mundo: municípios, Estado e rede privada”, explica Ricardo.

Veja também  MEC libera R$ 1 bilhão para universidades e institutos federais

Redatores em ação –  Ricardo ainda falou que, até 16 de setembro, este grupo, distribuído entre coordenadores de educação infantil e redatores de cada componente dos anos finais, terá as tarefas de socializar o documento da Base Nacional e mobilizar as comunidades escolares para o Referencial Curricular de Alagoas, que será encaminhado ao Conselho Estadual da Educação (CEE). Este referencial, posteriormente, tornar-se-á Lei, passando a ser diretriz em Alagoas, onde todos terão que trabalhar nessa perspectiva. Juliane Medeiros e Klevia Delmiro serão redatoras do documento em Alagoas (Fotos: José Demétrio)

As redatoras de Ciências e Geografia, Juliane Medeiros e Klevia Delmiro, destacam a importância deste trabalho. “Já fiz a leitura do documento nacional. Agora é hora de apresentar as questões de regionalismo, contexto cultural, as especificidades de nosso Estado, da nossa região”, explica Juliane.

“E o trabalho não encerra em setembro, com a construção, vai muito além, na socialização, implementação e aceitação do documento pelos setores, público e privados”, complementa Klevia.

A BNCC – A BNCC é o documento normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos precisam desenvolver ao longo da Educação Básica. O documento teve sua construção iniciada em todo o Brasil em 2015. A documentação da BNCC foi dividida em três etapas de revisão e, a partir das sugestões realizadas, foi aprimorada. As versões finais para a educação infantil e ensino fundamental já foram homologadas. O processo do ensino médio ainda está em andamento.

Fonte: Agência Alagoas
Compartilhe: