Boletim aponta 22 cidades afetadas e mais de 500 famílias desabrigadas em AL

Texto de Marina Ferro

O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) apresentou boletim atualizado na manhã desta segunda-feira (29) do quadro dos municípios afetados pelas fortes chuvas  que ocorrem desde o último domingo (21) em Alagoas. Ao todo, 22 cidades foram afetadas, 553 famílias desabrigadas, 1.778 desalojadas e 750 relocadas (Marechal Deodoro). Foram registrados até o momento quatro óbitos, de acordo com o boletim.

O quadro se agravou nos dias 25, 26 e 27, ocasionando em deslizamentos, queda de árvores e aumento no volume dos rios.

Os socorros estão sendo realizados pelo CBM, Defesas Civis Estadual e Municipal, além de outros órgãos estaduais e municipais.

De acordo com o boletim, desde às 7h desta segunda-feira, continuam as buscas no bairro Santo Amaro, em Maceió, com ajuda de uma retroescavadora. Em Satuba, uma adolescente de 13 anos estava nadando no rio Mundaú com amigos e desapareceu.

A equipe do 2º grupamento se encontra em Maragogi, atuando no resgate às vítimas de Jacuípe, uma das cidades mais afetadas com a inundação, com múltiplas vítimas.

Em Marechal Deodoro, 750 famílias já foram relocadas. Médicos e enfermeiros retornam para a cidade com o objetivo de auxiliar a população junto à Defesa Civil Municipal, que continua retirando as pessoas da área de risco. Bombeiros voluntários que moram no município também estão mobilizados.

Veja também  Misa recebe projeto Pequenos Músicos de Jaraguá

O Corpo de Bombeiros está com atenção especial para as lagoas Mundaú e Manguaba, que, mesmo com a diminuição das chuvas, devem seguir elevando o nível.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: