Com investimento de R$ 15 milhões, hotel se instala em AL com incentivos do Governo

Texto de Cecília Tavares

Na contramão da crise que atravessa o país e retrai a economia brasileira, a  Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) dá continuidade ao projeto de prospecção e instalação de novos empreendimentos em Alagoas.  Por meio da Resolução 03/2017, publicada na terça-feira (21) no Diário Oficial do Estado, a empresa do ramo hoteleiro recebe incentivos fiscais do Programa do Desenvolvimento Integrado (Prodesin), como o diferimento de ICMS na compra de bens destinados ao ativo fixo.

Com um investimento de cerca de R$ 15 milhões, o hotel será implantado na Jatiúca, com 420 leitos e serviços de restaurantes, bares, room service e lavanderia, e deve gerar inicialmente 260 novos postos de trabalho diretos e indiretos. A previsão é de que o hotel abra as portas ainda no segundo semestre deste ano.

“A concessão de incentivos fiscais é um grande ganho para o empresário que investe em Alagoas. Aliviar os impostos na aquisição de equipamentos nos permite realizar mais investimentos em outros setores. Parabenizo o Governo de Alagoas pela agilidade no processo”, disse a diretora executiva da RV Hotéis, Ana Maria Vasco.

Bom Momento

A instalação de mais um empreendimento hoteleiro em Alagoas comprova o bom momento que o Turismo vive no Estado. O trabalho estratégico do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, fez com que a capital alagoana alcançasse, em 2016, o primeiro lugar em faturamento nacional no ranking da CVC, a maior operadora de viagens da América Latina.

Veja também  Redesim facilita o registro e a legalização de negócios em Alagoas

“As conquistas alcançadas no setor turístico em Alagoas são fruto de um trabalho muito forte que iniciamos há cerca de um ano, com a parceria com operadoras, a redução do ICMS do querosene de aviação e um trabalho estratégico de marketing promocional”, afirmou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), em 2016 Alagoas ampliou a sua malha aérea com 16 novos voos e apresentou um crescimento de 0,44% no número de desembarques, em contraste com a retração sofrida em outros estados do Nordeste, como Bahia, Ceará e Paraíba (-17%, -10% e -10,6%, respectivamente).

Alagoas é ainda o Estado nordestino que mais elevou o número de passageiros em voos fretados não regulares em 2016, crescendo mais de 7 pontos percentuais.

A captação de novos voos é proveniente da redução do ICMS cobrado sobre o combustível de aviação em Alagoas, medida do Governo do Estado que reduziu de 17% para 12% a alíquota do ICMS do querosene utilizado nas aeronaves. Somente o combustível representa 35% do valor gasto pelas companhias aéreas com cada voo, o que significa na prática que a distribuição da malha aérea no país é realizada de acordo com a tributação praticada pelos estados.

Atualmente, Alagoas possui 439 empreendimentos hoteleiros, com um total de 31 mil leitos. Há ainda 16 hotéis em construção, com investimentos na ordem dos R$ 370 milhões e quatro em prospecção.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: