Concerto para Primavera abre programação cultural do Governo Presente

Texto de Clarice Maia

A próxima apresentação da Orquestra Filarmônica de Alagoas, dentro do projeto Concertos Para a Primavera, acontece dia 22, no município de Piranhas. Toda a população é convidada para prestigiar a iniciativa do Instituto do Meio Ambiente (IMA), que também será a abertura cultural da 8ª edição do Governo Presente.

A apresentação vai abrir a programação no palco montado especialmente no centro histórico do município sertanejo. Serão colocadas cadeiras para que as pessoas possam assistir com conforto à terceira apresentação da orquestra formada por 45 músicos.

Piranhas será a terceira apresentação desta temporada. A primeira foi em Maceió, dia 5, quando houve a abertura do projeto, no Teatro Gustavo Leite. A segunda aconteceu em Penedo, dia 8, no Theatro Sete de Setembro. Após o município sertanejo, haverá a apresentação final, em Murici, dia 1º de dezembro.


Concertos didáticos

Um dos momentos bastante aguardados pelos músicos e equipe envolvida no projeto é o chamado concerto didático, que ocorrerá na Escola Luis Tertuliano da Paz, povoado do Piau, no período da tarde. Centenas de crianças e adolescentes terão a oportunidade de conhecer alguns dos instrumentos de orquestra que nunca tiveram contato.

Veja também  Forró de Vera: confira o resultado de classificação do edital

Segundo informações da Secretaria de Educação do município, alguns estudantes têm contato com instrumentos, principalmente de sopro, utilizados em bandas filarmônicas e poderão levar para interagir na apresentação.

Filarmônica

A Orquestra Filarmônica de Alagoas é formada por 45 músicos profissionais reunidos, independentes, em uma cooperativa independente. Além do maestro, o grupo é formado por: violinos, violas, violoncelos, contrabaixos, harpa, madeiras (sopro), metais (sopro) e percussão.

A ideia da parceria entre a Orquestra e o IMA, no projeto Concertos Para a Primavera é chamar a atenção para a necessidade da harmonia entre as pequenas partes para formar o todo, assim como acontece com o meio ambiente.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: