Concerto para Primavera abre programação cultural do Governo Presente

Texto de Clarice Maia

A próxima apresentação da Orquestra Filarmônica de Alagoas, dentro do projeto Concertos Para a Primavera, acontece dia 22, no município de Piranhas. Toda a população é convidada para prestigiar a iniciativa do Instituto do Meio Ambiente (IMA), que também será a abertura cultural da 8ª edição do Governo Presente.

A apresentação vai abrir a programação no palco montado especialmente no centro histórico do município sertanejo. Serão colocadas cadeiras para que as pessoas possam assistir com conforto à terceira apresentação da orquestra formada por 45 músicos.

Piranhas será a terceira apresentação desta temporada. A primeira foi em Maceió, dia 5, quando houve a abertura do projeto, no Teatro Gustavo Leite. A segunda aconteceu em Penedo, dia 8, no Theatro Sete de Setembro. Após o município sertanejo, haverá a apresentação final, em Murici, dia 1º de dezembro.


Concertos didáticos

Um dos momentos bastante aguardados pelos músicos e equipe envolvida no projeto é o chamado concerto didático, que ocorrerá na Escola Luis Tertuliano da Paz, povoado do Piau, no período da tarde. Centenas de crianças e adolescentes terão a oportunidade de conhecer alguns dos instrumentos de orquestra que nunca tiveram contato.

Veja também  Reabertura de Teatro de Penedo impulsionará turismo na cidade

Segundo informações da Secretaria de Educação do município, alguns estudantes têm contato com instrumentos, principalmente de sopro, utilizados em bandas filarmônicas e poderão levar para interagir na apresentação.

Filarmônica

A Orquestra Filarmônica de Alagoas é formada por 45 músicos profissionais reunidos, independentes, em uma cooperativa independente. Além do maestro, o grupo é formado por: violinos, violas, violoncelos, contrabaixos, harpa, madeiras (sopro), metais (sopro) e percussão.

A ideia da parceria entre a Orquestra e o IMA, no projeto Concertos Para a Primavera é chamar a atenção para a necessidade da harmonia entre as pequenas partes para formar o todo, assim como acontece com o meio ambiente.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: