Equipe do ONU Habitat em Alagoas tem primeiro contato com grotas de Maceió

Texto de Rafaela Pimentel

O reconhecimento é o principal passo quando se pensa a estabelecer uma relação mais próxima com as pessoas. Colocando esta ideia em prática, a equipe do ONU Habitat em Alagoas realizou, na quinta-feira (19), o primeiro contato com as grotas de Maceió, na comunidade do Ouro Preto, para iniciar o processo de ambientação com os locais e famílias beneficiadas pelo programa Vida Nova nas Grotas.

Acompanhado por representantes da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano, o grupo foi a campo conhecer as transformações já realizadas e dificuldades vividas pelos moradores. O objetivo é aplicar as experiências práticas aos trabalhos que serão realizados no escritório, como explica o analista de programas do ONU Habitat em Alagoas, Jônatas de Paula.

“Este é um momento de reconhecimento e exploração. Nunca tínhamos entrado em uma grota aqui e agora é oportunidade de vermos com nossos próprios olhos. Apesar de bem diferentes das favelas e morros, por exemplo, o que percebemos em comum é a ocupação majoritária em áreas ambientalmente sensíveis e vulneráveis”, ressalta o analista de programas.

A visita técnica foi uma continuação da agenda iniciada pela manhã. Na reunião, a equipe do ONU Habitat foi apresentada às ações de infraestrutura e mobilidade urbana desenvolvidas pela Setrand, iniciadas no então Pequenas Obras, Grandes Mudanças e ampliadas no atual Vida Nova Nas Grotas.

Veja também  União libera R$ 2,2 milhões para áreas atingidas pelas chuvas em Maceió

“Neste primeiro contato, nossa proposta foi explanar todo o trabalho executado nas grotas da capital, desde a inspiração, conceito até a realização do programa. Com a visita, confrontamos essa realidade para que a equipe conhecesse na prática todas as transformações conquistadas pelo programa, o cotidiano dos moradores”, salienta a superintendente especial de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Andreia Estevam.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: