Escolas da capital fazem abertura do 1º Encontro Inter-regional das fanfarras da rede pública estadual

Texto de Manuella Nobre

Sob o olhar atento e emocionado da comunidade, cerca de mil estudantes dão show de alegria, entusiasmo e cultura na abertura do 1º Encontro inter-regional de bandas fanfarras das escolas da rede pública estadual, uma das ações da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em comemoração e seletiva para a festa dos 200 anos de Alagoas no desfile cívico de 16 de setembro.

Com o tema “Alagoando e se encantando”, doze fanfarras das 1ª e 13ª gerências regionais de educação, representando as escolas da capital, apresentaram-se na quinta-feira (26), no Cepa, homenageando cantores e compositores alagoanos consagrados como: Djavam, Eliezer Setton, Júnior Almeida, Carlos Moura e Mano Walter, além do Hino de Alagoas e o indispensável “parabéns pra você”.

A responsabilidade de abrir o evento ficou com a Escola Estadual Benedita de Castro, da 13ª gere, que ao som de músicas como Minha Sereia, de Carlos Moura, mostrou a qualidade do que viria a seguir, confirmado por cada fanfarra apresentada, cada uma com sua história e característica. O encerramento das apresentações da etapa, dando exemplo de oportunidade e inclusão, ficou com a Escola Estadual Julieta Ramos, também da 13ª.

Resultado 

Duas consideradas veteranas, as fanfarras da Escola Estadual de Ensino Integral Geraldo Melo, da 13a gere, e da Escola Estadual Aurelina Palmeira, da 1ª gere, foram as ganhadoras e representarão as unidades da capital.

Mas para a superintendente de rede da Seduc, Maridalva Campos, visivelmente emocionada, todas são vitoriosas. “Isto é educação, é ensino. Todos são vitoriosos, pelos exemplos de cidadania, de inclusão e pela qualidade no resgate da nossa história e cultura. Parabéns aos nossos gestores, alunos e demais profissionais envolvidos neste trabalho com as fanfarras, às tradicionais, às estreantes e àquelas que conseguiram, graças a esta dedicação, serem reativadas. Encerramos esta etapa realizadas”, declara.

Veja também  Seris aplica política permanente de geração conhecimento acadêmico

Etapas

O encontro, que reúne 45 bandas participantes em todo o Estado, terá continuidade nesta sexta-feira (28), em Murici, com representantes das 12ª, 7ª, 10ª e 4ª geres, e em Palmeira dos Índios, com as 3ª, 6ª, 8ª e 11ª. O encerramento acontece na terça-feira (1), em Arapiraca, com fanfarras da 5ª, 2ª e 9ª geres. Serão mais de 2mil estudantes participando da ação, no total.

Quatro critérios estão sendo avaliados durante as apresentações das equipes, que terão 10 minutos para mostrarem seus talentos: no aspecto musical (repertório, arranjo e adaptação); harmonia (afinação, cadência e melodia); indumentária (elegância, requinte e esmero); e balizas (coreografia, desenvoltura e apresentação).

Oportunidade

Mais do que uma seletiva, o evento resultou numa grande oportunidade para dar visibilidade ao trabalho que as escolas da rede estadual vêm desenvolvendo no aspecto de valorização da cultura.

Um dos exemplos foi o resgate da banda fanfarra da Escola Estadual Bom Conselho, de Bebedouro, que há décadas estava parada, como explica a gestora da unidade, Damiana Melo.

“Estou extremamente feliz por estar aqui. A nossa participação já é uma vitória, porque a nossa banda, a banda que um dia já brilhou no Bom Conselho em outros tempos, estava no porão da escola, com instrumentos totalmente acabados, sucateados e, com o protagonismo dos estudantes, a gente resgatou. Eu só fiz pedir a eles e todos se envolveram de uma forma brilhante. Está sendo uma vitória da nossa escola”, avalia Damiana.

O evento contou com apoio de equipes da Polícia Militar, a partir ​Corpo de Bombeiros e do BPEsc (Batalhão Escolar), e da SMTT (Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte) de Maceió.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: