Escolas estaduais da capital apresentam resultados de aprendizagem

Texto de Manuella Nobre

As 55 escolas da rede pública estadual da parte alta da capital e Cepa participaram, nesta segunda-feira (31), no Teatro Linda Mascarenhas, da etapa regional da Semana de Educação de Alagoas (Semeal).

Promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da 13ª Gerência Regional de Educação (Gere), a ação reuniu gestores, coordenadores pedagógicos e articuladores de ensino, para apresentação e reflexão sobre os resultados de aprendizagem a partir do Programa Escola 10.

Uma das ações da Seduc alusivas ao bicentenário da emancipação de Alagoas, a Semeal promoveu exposição dos projetos exitosos das escolas, palestra sobre gestão para resultados de aprendizagem e, ainda, mesa-redonda com abordagem em quatro temáticas: currículo, formação continuada dos professores, espaços para aprendizagem e relações interpessoais no espaço escolar, com a parceria de técnicos da Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed).

Troca de experiência

Para a gerente da 13ª Gere, Mauricéia Lima, o momento é fundamental para integrar e promover uma troca de experiências entre fazeres e aprendizados. “É muito importante abrir este diálogo, tanto entre as escolas, quanto entre redes, outras instâncias, para que aconteça este fazer dentro da escola e promover melhorias na educação e nos nossos índices. E este debate que está acontecendo aqui tem que acontecer na escola. É um esforço em conjunto entre as redes, e esta parceria é fundamental”, ressalta Mauricéia.

Veja também  Inscrições para o Festival Em Cantos acabam dia 26 de maio

A gestora da Escola Estadual Bom Conselho, Damiana Melo, ratifica as palavras da gerente, destacando a importância das formações desenvolvidas pela Fundação Lemann na melhoria das suas práticas de gestão.

“As formações nos fizeram refletir sobre nosso planejamento e nossas ações. Então, eles questionavam cerca das evidências. Fazíamos muito, mas não registrávamos. Então, tudo isto nos fez parar e refletir sobre nossos pontos fortes e fracos. A Semeal é mais uma ação que vem fortalecer esta troca de experiências”, declara Damiana.

Fonte: Agência Alagoas
Compartilhe: