Exemplo de superação, Fátima Pinto Vasconcelos faz da escola seu segundo lar

Texto de Ana Paula Lins

A fé, a determinação e o poder de superação moveram Fátima Pinto Vasconcelos durante toda a sua vida. No dia 19 de outubro, ela viverá um momento que promete ser um dos mais felizes de sua jornada: vai representar a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) na cerimônia de premiação da Medalha Sílvio Vianna, honraria entregue pelo Governo de Alagoas aos servidores com uma trajetória de contribuições ao serviço público.

Merendeira na Escola Estadual Irene Garrido, no Conjunto Dubeaux Leão, em Maceió, Fátima inicia sua trajetória na Educação estadual no ano 2000, quando é aprovada em concurso público para a pasta. Resultado que lhe surpreendeu, pois, desde que terminou o ensino médio, estava há 20 anos sem estudar.

“Recebi a notícia da aprovação no concurso no mesmo dia em que soube que estava grávida da minha filha”, recorda. Um ano depois, começou a trabalhar na Escola Estadual Silveira Camerino, no Cepa, mas, por motivos logísticos, transferiu-se para a Irene Garrido em 2002. Lá, formou sua segunda família.

“Amo meu trabalho. Essa oportunidade foi um presente de Deus. Cada refeição que eu preparo é como se fosse para um filho meu, gosto muito de interagir com as pessoas, os nossos jovens em especial, pois, muitas vezes, tudo o que eles querem é alguém que os escute”, diz Fátima.

Pela Escola Estadual Irene Garrido, Fátima nutre um carinho especial. “Aqui eu me preencho. Essa escola é um pedacinho de mim”, afirma. Sobre receber a Medalha Sílvio Vianna, Fátima se diz honrada. “É maravilhoso receber um reconhecimento como este, pois vemos que aquela sementinha que plantamos há tantos anos rendeu frutos”, avalia.

Veja também  IMA flagra irregularidades ambientais no Sertão alagoano

“Ela nos representa”

Seus companheiros de trabalho são unânimes ao apontar a principal virtude de Fátima: estar sempre disposta a ajudar. A coordenadora pedagógica Liliane de Paula conhece Fátima há 15 anos e comemorou sua escolha para a Medalha Sílvio Vianna.

“Ela é uma profissional nota 10, muito competente, merece muito esta honraria”, destaca. Ediene Máximo, agente administrativa da instituição, complementa: “Ela é uma pessoa muito solidária, sempre disposta a ajudar os companheiros de trabalho, pais, alunos. Fiquei muito feliz ao saber que ela tinha sido selecionada para a Medalha Sílvio Vianna, pois ela me representa, assim como a todos os servidores da Educação estadual”.

Os diretores Carlos Tojal e Lucimar Melo também comemoraram a escolha de Fátima como representante da Seduc na cerimônia de premiação. “Fátima é muito querida por toda a comunidade, alguém realmente especial e ficamos felizes com essa notícia, pois ela é muito merecedora dessa honraria”, destaca Lucimar. “Fátima tem uma energia invejável e trabalha com muito amor. E esse sentimento é que faz dela uma servidora diferenciada”, observa Carlos.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: