Governador anuncia plano conjunto de socorro às vítimas das chuvas em Sala de Alerta

Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho visitou, na manhã desta segunda-feira (29), a Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Durante uma transmissão ao vivo (live) em suas redes sociais, ele recebeu informações atualizadas, repassadas pelo meteorologista Vinicius Pinho e falou das medidas assistenciais as vítimas e das obras de prevenção que precisam ser tomadas.

Renan Filho revelou que manteve contato com o governador Paulo Câmara, de Pernambuco, cujo Estado também sofre com as fortes chuvas, para desenvolver uma agenda conjunta a ser levada a Brasília (DF). As duas unidades da Federação receberam a visita do presidente Michel Temer, no domingo (28).

“Vamos implementar uma agenda conjunta com Pernambuco para que a visita do presidente se materialize e não fique apenas no campo das intenções. Prefeitos, os governadores e o presidente precisam agir nesse momento”, afirmou Renan Filho.

O governador recordou que solicitou ao presidente da República a edição de uma Medida Provisória (MP) para execução do Programa de Contenção de Enchentes nos vales do Mundaú e Paraíba, bem como nas bacias do Jacuípe e Camaragibe, na região Norte.

“Vou solicitar ao presidente Temer que o governo federal autorize a utilização do Cartão Reforma pelas vítimas das chuvas para que possam recuperar seus imóveis”, afirmou Renan Filho.

Veja também  Redes municipais participam de formação do Programa Escola 10

Ele se reuniu também nesta manhã com prefeitos na Palácio República dos Palmares. O encontro foi convocado juntamente com o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, que o acompanhou durante a visita à Sala de Alerta. A ideia é traçar um plano de ações conjunto com os prefeitos alagoanos.

Renan Filho e Hugo Wanderley foram recebidos na Sala de Alerta pelo secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres.

A Sala de Alerta é responsável pelo monitoramento hidrológico e meteorológico do Estado. Vinícius Pinho informou que o equipamento conseguiu prever com bastante antecedência o volume de chuvas que cairia sobre Alagoas, o que evitou a ocorrência de danos maiores.

“Em uma semana, choveu 1/4 do que era previsto para o ano inteiro. É um volume bastante significativo”, destacou Pinho. De acordo com ele, o tempo permanece mais seco até a próxima quarta-feira, quando volta a chover, desta feita em menor intensidade.

“O Estado trabalha com prevenção e, desta forma, salvando vidas”, enfatizou Renan Filho. Após o encontro com os prefeitos, o governador sobrevoa e visita as cidades de Marechal Deodoro, São Luís do Quitunde e Pilar, atingidas pelas chuvas.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: