Governador anuncia plano conjunto de socorro às vítimas das chuvas em Sala de Alerta

Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho visitou, na manhã desta segunda-feira (29), a Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Durante uma transmissão ao vivo (live) em suas redes sociais, ele recebeu informações atualizadas, repassadas pelo meteorologista Vinicius Pinho e falou das medidas assistenciais as vítimas e das obras de prevenção que precisam ser tomadas.

Renan Filho revelou que manteve contato com o governador Paulo Câmara, de Pernambuco, cujo Estado também sofre com as fortes chuvas, para desenvolver uma agenda conjunta a ser levada a Brasília (DF). As duas unidades da Federação receberam a visita do presidente Michel Temer, no domingo (28).

“Vamos implementar uma agenda conjunta com Pernambuco para que a visita do presidente se materialize e não fique apenas no campo das intenções. Prefeitos, os governadores e o presidente precisam agir nesse momento”, afirmou Renan Filho.

O governador recordou que solicitou ao presidente da República a edição de uma Medida Provisória (MP) para execução do Programa de Contenção de Enchentes nos vales do Mundaú e Paraíba, bem como nas bacias do Jacuípe e Camaragibe, na região Norte.

“Vou solicitar ao presidente Temer que o governo federal autorize a utilização do Cartão Reforma pelas vítimas das chuvas para que possam recuperar seus imóveis”, afirmou Renan Filho.

Veja também  Pagamento do Programa Bolsa Família inicia nesta quinta-feira (17)

Ele se reuniu também nesta manhã com prefeitos na Palácio República dos Palmares. O encontro foi convocado juntamente com o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, que o acompanhou durante a visita à Sala de Alerta. A ideia é traçar um plano de ações conjunto com os prefeitos alagoanos.

Renan Filho e Hugo Wanderley foram recebidos na Sala de Alerta pelo secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres.

A Sala de Alerta é responsável pelo monitoramento hidrológico e meteorológico do Estado. Vinícius Pinho informou que o equipamento conseguiu prever com bastante antecedência o volume de chuvas que cairia sobre Alagoas, o que evitou a ocorrência de danos maiores.

“Em uma semana, choveu 1/4 do que era previsto para o ano inteiro. É um volume bastante significativo”, destacou Pinho. De acordo com ele, o tempo permanece mais seco até a próxima quarta-feira, quando volta a chover, desta feita em menor intensidade.

“O Estado trabalha com prevenção e, desta forma, salvando vidas”, enfatizou Renan Filho. Após o encontro com os prefeitos, o governador sobrevoa e visita as cidades de Marechal Deodoro, São Luís do Quitunde e Pilar, atingidas pelas chuvas.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: