Governador inspeciona obras em Piaçabuçu e no Sertão de Alagoas

Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho inspecionou, na tarde desta terça-feira (22), as obras que estão sendo executadas em Piaçabuçu, a 140 km de Maceió. Por meio de convênios com o município e o governo federal, o Estado faz investimentos em habitação, abastecimento de água e esgotamento sanitário no município do Litoral Sul de Alagoas.

Renan Filho foi recebido pelo prefeito de Piaçabuçu, Djalma Beltrão. No bairro Paciência, o Governo do Estado assumiu a construção de 170 unidades habitacionais no Conjunto Dalmo Santana. A obra está orçada em R$ 2,9 milhões.

Do total de recursos, R$ 2 milhões são do próprio Governo do Estado e o restante  (R$ 900 mil) remanescente do convênio firmado entre a Caixa Econômica Federal (CEF) e a prefeitura.

“As obras estavam há muito tempo paradas e agora viabilizei, junto com o prefeito Djalma, as condições necessárias para que fossem retomadas”, lembrou Renan Filho.

“Essas casas foram abandonadas pela gestão municipal anterior e eu procurei o governador, que atendeu ao nosso apelo. O canteiro de obras foi instalado e já recomeçamos as obras”, informou o prefeito de Piaçabuçu.

Ainda no bairro Paciência, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura  (Seinfra), está construindo a estação de tratamento de esgoto, que faz parte do sistema de esgotamento sanitário do município. Este vai cobrir toda a cidade de Piaçabuçu, que será 100% saneada.

A obra está orçada em R$ 14,5 milhões, recursos do Ministério da Integração Nacional/Codevasf. Sessenta e oito por cento dos serviços já foram executados. Ainda em Piaçabuçu, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), vai instalar um novo sistema de captação de água que ocorre no rio São Francisco.

O equipamento fica a 6 km rio acima, tomando como referência a antiga captação, perto da foz. Com o distanciamento da desembocadura, pretende-se evitar a captação de água salobra em decorrência da baixa vazão do Velho Chico, fornecendo água de qualidade aos moradores de Piaçabuçu.

Veja também  Sesau realiza Simpósio Multidisciplinar da Rede de Oncologia de Alagoas

“Nosso grande pleito aqui é a água, o grande problema dentre tantos outros. Por ironia do destino, ficamos à margem do maior rio totalmente brasileiro e estamos com sede em decorrência dos danos provocados ao São Francisco. Hoje, a água que chega para o povo de Piaçabuçu é uma água salgada. A cunha salina avançou. Ao invés de o rio entrar no mar é o mar que entra no rio”, explicou Djalma Beltrão.

Canapi 

Antes da visita a Piaçabuçu, o governador esteve em Canapi, acompanhado do senador Renan Calheiros, do presidente da Associação dos Municípios Alagoanos  (AMA), Hugo Wanderley; do deputado Edval Gaia; e do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Régis Cavalcante. Eles foram recebidos pelo prefeito do município, Vinícius Filho . O governador participou da festa de emancipação política da cidade. 

“Canapi está em festa, recebendo o asfaltamento da BR-316, no trecho do Carié até Inajá. O Governo do Estado também está construindo uma obra muito importante de abastecimento d’água para Canapi, que é localizada no Alto Sertão, uma das cidades mais distantes do rio São Francisco, de maneira que tinha mais dificuldades de receber as águas do Velho Chico e agora, com a construção da adutora do Alto Sertão e a tomada d’água no Canal do Sertão, aproximamos a captação da cidade e o Governo está revitalizando toda adução para fortalecer o abastecimento da cidade”, disse Renan Filho.

Durante a ida a Canapi, ele aproveitou para visitar obras importantes no Sertão, a exemplo a estrada que liga Mata Grande a Água Branca, para observar onde será construído o sistema adutor da cidade de Inhapi, que está licitado e terá a ordem de serviço assinada nos próximos dias.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: