Governo levará diversos serviços à população em situação de rua

Texto de Renata Bello

A Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) irá promover um dia de atividades voltadas à população em situação de rua. As ações, que acontecerão na próxima sexta-feira (18), foram discutidas em reunião entre as frentes responsáveis nesta quarta-feira (10), na Seades.

A programação acontecerá de 8h às 12h, na Praça Dom Pedro II, no centro de Maceió. Entre os serviços estão banho solidário, corte de cabelo, exames rápidos de saúde, distribuição de kits de higiene e consulta processual. Além da Seades, os serviços terão apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Defensoria Pública do Estado e da Secretaria Municipal de Assistência Social. A expectativa é atender cerca de 250 pessoas.

“O objetivo é proporcionar um momento de encontro entre os órgãos e a população, além de dar visibilidade à causa, que necessita de um olhar mais atencioso da sociedade e das políticas públicas”, explicou a secretária executiva da Seades, Morgana Tavares.

“O Governo de Alagoas, com apoio de diversos órgãos, está propondo ajudar as pessoas. Acreditamos que ações como essa fazem com que elas se sintam reintegradas, já que a relação social deles é nas ruas, nas calçadas e albergue”, explicou a Morgana Tavares.

Veja também  Unidades de saúde atendem mais de 4.300 pessoas no feriado do Revéillon

O momento de solidariedade vem ao encontro da política inclusiva desenvolvida pelo Governo de Alagoas que, nos últimos anos, tem realizado uma série de ações com foco nas pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social. Entre as iniciativas estão o programa Vida Nova nas Grotas, ações do Governo Presente e a distribuição de cestas nutricionais para gestantes e nutrizes.

Para o defensor público Carlos Eduardo Monteiro, iniciar o ano com esse tipo de ação é fundamental para promover cidadania e inclusão . “Só de vermos o empenho de todos em levar mais cidadania a essa população já é muito importante. A Defensoria está  à disposição, enquanto tivermos condições, para estarmos na rua, lutando para garantir que direitos básicos sejam assegurados”, disse.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: