Iteral participa de encontro nacional de quilombolas

Texto de Helciane Angélica

A quinta edição do Encontro Nacional das Comunidades Quilombolas terá como tema “Terra Titulada: Liberdade Conquistada e Nenhum Direito a Menos”. O evento ocorrerá de 22 a 26 de maio, no Hotel Gold Mar, em Belém (PA), e  é uma realização da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) e reunirá lideranças de todo o país.

A delegação alagoana é representada por membros das comunidades remanescentes de quilombo: Mumbaça (Traipu); Puxinanã (Major Isidoro); Poço do Sal (Pão de Açúcar); Palmeira dos Negros (Igreja Nova); Gameleiro, Aguazinha e Guarani (Olho D´Água das Flores).  Na condição de ouvintes estão Leone Manoel da Silva, assessora técnica dos Núcleos Quilombolas e Indígenas representando o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) e Aline Gama, da Gerência de Articulação Social do Gabinete Civil.

De acordo com Leone Silva, o encontro contribuirá para a reflexão dos direitos conquistados e avaliação da luta por novos reconhecimentos. “O encontro contará com a presença de mais de 200 participantes, com representações de todos os estados brasileiros. É um espaço de intercâmbio cultural e troca de experiências. Eu estou indo na condição de convidada, com direito à voz, e iremos passar a realidade, avanços e o comprometimento do Governo de Alagoas com os quilombolas, que é de garantir a atenção, promover a integração e alinhar as políticas públicas sociais voltadas a esses povos tradicionais”, destacou.

Veja também  Detran irá intensificar controle e fiscalização de transporte escolar em Alagoas

Na programação, consta a exposição fotográfica ‘ParAfrica’ de Ana Carla Oliveira e Aíssa Mattos; mesas redondas sobre “Avanços e desafios da luta quilombola no Brasil” e a “Estrutura Agrária do Brasil”; oficinas de empoderamento das mulheres quilombolas contra a violência e o racismo; e apresentações culturais.

Os espaços para a formação e engajamento são os painéis de discussão sobre: Terra e Território; Produção: agroecológica, orgânica e agricultura familiar; Meio Ambiente e Impacto por Grandes Projetos; Gestão Territorial, Ambiental e CAR nos quilombos. E ainda, os grupos de trabalho com as temáticas: Organização Interna da Conaq; Autossustenção da Conaq política e financeira; Protagonismo das Mulheres Quilombolas no fortalecimento político e autossustentável da Conaq; Juventude Quilombola; Saúde da População Negra; Educação Escolar Quilombola; Comunicação; Habitação; Novas Tecnologias e Ancestralidade Quilombola.

No encerramento das atividades, terá a produção da carta oficial com as deliberações e posicionamentos políticos.

Mais informações, acesse o site oficial: www.conaq.org.br

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: