Operação conjunta prende integrantes de organização em Alagoas e na Bahia

Texto de Vanessa Siqueira

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP) deflagrou uma operação conjunta com o objetivo de desarticular uma organização criminosa envolvida com tráfico de drogas, comércio de armas de fogo, munições e homicídios. Denominada de Comandos, a operação cumpriu mandados de busca e apreensão e prisão em Maceió, Marechal Deodoro e Salvador (BA).

A ação é fruto de um trabalho de investigação que durou alguns meses e constatou a existência da organização criminosa com atuação na cidade de Marechal Deodoro, com ramificações em Maceió e outros Estados. Com base nas investigações o Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual (MPE), representou os mandados contra os membros da organização, que foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

A primeira fase da operação aconteceu no dia 27 de janeiro. Militares da Radiopatrulha (BPRP) cumpriram o mandado de prisão e de busca e apreensão de José Henrique Anselmo Merquides. Ao entrarem na residência, os militares foram surpreendidos por disparos efetuados pelo indivíduo. A polícia revidou e ele acabou atingido. Os policiais socorreram José Henrique na própria viatura e o levaram para o Hospital Geral do Estado, no bairro do Trapiche da Barra, mas ele não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Com José Henrique foi encontrado um revólver calibre 38, da marca Taurus, com capacidade para seis munições. Quatro delas estavam pinadas e duas haviam sido deflagradas.

Veja também  Secretaria da Cultura realiza 2º Encontro Alagoano de Gestores Municipais

A segunda fase da operação foi deflagrada no dia 29 de janeiro, onde Militares do Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc) cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão em desfavor de Luciana Oliveira Macedo e Brenda Susan Cavalcante de Oliveira.

Com Brenda foi apreendido aproximadamente 500 gramas de maconha e cadernos de anotações com a contabilidade do tráfico.

A terceira e última fase foi deflagrada na quinta-feira (1º) e foi cumprido um mandado de prisão contra Waldemar de Oliveira Junior, conhecido como “Colômbia”, que já esteva recolhido ao sistema prisional alagoano e, segundo os levantamentos, possui ligação com uma facção criminosa e seria o líder da organização, responsável por executar e ser mandante de diversos homicídios, além de tentativas de homicídio e ameaças a agentes de segurança pública no município de Marechal Deodoro.

A Operação Comandos contou ainda, em sua terceira fase, com a participação da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, que cumpriu, em Salvador (BA), os mandados de prisão de José Agnaldo da Silva e Jackson Jordi Silva, que eram considerados foragidos da Justiça desde a conclusão da segunda fase da operação.

Participaram da operação militares de Alagoas do BPEsc, da Radiopatrulha (BPRp), e militares de uma Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, além de membros do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) e da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: