Pianista Joel Bello Soares é homenageado com documentário sobre sua vida

Texto de Tais Albino

Um documentário sobre a vida e a obra do pianista alagoano Joel Bello Soares foi lançado nessa quinta-feira (6), no Instituto Histórico Geográfico de Alagoas (IHGAL). O evento, que contou com uma apresentação do pianista, teve o apoio do Governo do Estado e está inserido na comemoração dos 200 anos de Alagoas.

O filme foi dirigido pelo cineasta Pedro Rocha e demorou quatro anos para ficar pronto. “O Pianista do Sobrado”, como foi intitulado, conta a história do concertista Joel Bello Soares desde a infância no município de Rio Largo, passa por sua discografia e vai até Brasília, onde lecionou na Escola de Música de Brasília e reside atualmente.

A ideia de um documentário sobre música alagoana sempre esteve nos planos do cineasta Pedro Rocha. Ele conta que tinha admiração pelo disco “Valsas, polcas e mazurcas”, de Joel, e quando encontrou o pianista no lançamento de um dos seus filmes “achou o que procurava”.

O cineasta tem expectativa de que o filme também seja exibido em Brasília e São Paulo. “Joel é um alagoano notável, agregou muito a história do Estado. Ele levou o vínculo com Alagoas por onde tocou no mundo inteiro”, afirma Rocha.

Veja também  Conselho: segmento cultura popular define representante

O pianista tem 82 anos e é natural de Rio Largo. Fez apresentações nas Américas, Europa, África, Oriente Médio e também pelas principais cidades brasileiras.

Joel Bello conta que se emociona ao lembrar dos concertos que fez em Alagoas.

“Não sei qual sentimento expressar sobre esse filme. Às vezes, me sinto lisonjeado, às vezes me sinto vaidoso. Espero ter deixado um legado nesses 200 anos do Estado”, disse o pianista.

Bello também escreveu o livro “Alagoas e seus músicos”, em 1999. A obra é um estudo biográfico, que serve até hoje como fonte de pesquisa para historiadores.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: