Pró-Estrada leva otimismo e coloca Rio Largo na rota do desenvolvimento regional

Texto de Rafaela Pimentel

É com chapéu de palha na cabeça e um sorriso estampado rosto que Francisco Vieira, o Chiquinho, traduz o sentimento compartilhado agora entre os rio-larguenses: expectativa. O otimismo não é por acaso. Depois de mais de doze anos de espera, os trajetos tomados por buracos e de estrutura defasada vão traçar um novo caminho de possibilidades para a região com a reconstrução de vias locais.

“Pelo que me cabe, já tem bem mais de dez anos que essas ruas não recebem investimento. São as maiores vias daqui da cidade, então precisamos passar quase que todos os dias por elas. Fora o tempo para se deslocar que aumenta muito, também vivemos com problemas com amortecedor e pneus dos veículos. Vai ser uma mudança e tanto para nós”, conta Chiquinho.

As transformações já começaram nesta terça-feira (3). Da região Metropolitana, Rio Largo foi o 57º beneficiado com os trabalhos do programa Pró-Estrada, que por meio da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), vem liderando a reestruturação da malha viária em Alagoas. Só na cidade, serão onze quilômetros de pavimentação asfáltica ao longo das 26 principais vias urbanas da cidade.

“Estive no município em três oportunidades e pude constatar a situação precária das ruas. Rio Largo precisava de melhorias, principalmente, em mobilidade. Por isso, o governador Renan Filho trouxe o Pró-Estrada para a região, um programa com resultados muito positivos que mais do que deixar as cidades mais bonitas, eleva a autoestima e qualidade de vida dos moradores”, ressalta o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral.

Veja também  Governador assina contrato para construção das delegacias de Homicídios e Repressão ao Narcotráfico na segunda (26)

Ponte da Gameleira

Desta vez, os serviços vão se expandir para além das melhorias na estrutura das ruas locais. Apostando na mobilidade urbana e no desenvolvimento regional, o Estado vai iniciar ainda a reconstrução da ponte da Gameleira, que liga o município de Rio Largo até Chã do Pilar. Natural da região, foi para Chiquinho que o anúncio da reforma teve um significado mais especial.

“Sou nascido da Gameleira, então para mim essa reconstrução vai me fazer voltar para minha infância. Já tem uns quinze anos que estrutura dela não é boa, mas de 2010 para cá pirou muito a situação e ela ficou praticamente destruída. Fora esse valor pessoal, recuperar a ponte é super importante para a economia da região, porque ela é a única via comercial entre Rio Largo e todas as comunidades rurais da Usina Utinga Leão”, destaca Francisco Vieira.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: