Programa Estadual de Esgotamento Sanitário avança em Marechal Deodoro

Texto de Keila Oliveira

Os avanços das obras de esgotamento sanitário no município de Marechal Deodoro já são bastante significativos.  Com recursos provenientes da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) e contrapartida do Estado de Alagoas, a primeira etapa da obra orçada em R$ 11 milhões conta atualmente com 70% dos serviços executados.

As obras fazem parte do Programa Estadual de Esgotamento Sanitário, lançado no início da gestão do governador Renan Filho, cuja meta é a ampliação de 35% para 70% em Maceió, e elevar de 19% para 40% os sistemas de coleta no interior.

Em Marechal, a primeira etapa contempla a construção de mais de 15 quilômetros de rede coletora de esgoto, quatro estações elevatórias, uma estação de tratamento e das bacias 1,2,3,4 e 6, que irão beneficiar aproximadamente 45 mil habitantes.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Humberto Carvalho, o sistema do Distrito do Francês já foi concluído. “Recentemente finalizamos as obras do sistema de esgotamento sanitário do Distrito do Francês, o que irá contribuir consideravelmente não só para qualidade de vida da população, mas também no turismo, característica importante da região”, ressaltou.

Veja também  Governo entrega 120 mil quilos de grãos a agricultores da Região Norte, no domingo (23)

Ele afirma que por ser uma cidade histórica com grande apelo turístico, investir em esgotamento sanitário atrairá mais investidores para o município. “Ao investirmos em saneamento básico em uma cidade histórica e turística como Marechal, atrairemos mais investidores e empreendimentos, o que trará benefícios significativos para a cidade. Além disso, iremos contribuir diretamente com as questões ambientais, uma vez que destinamos de forma adequada os efluentes já tratados”, finalizou Humberto.

Atualmente as obras se concentram no perímetro urbano da cidade com previsão para serem concluídas em agosto do próximo ano. Após a finalização, o sistema será entregue ao município e operado pelo Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), de Marechal Deodoro.

Fonte: Agência Alagoas

 

Compartilhe: