Projeto apoiado pela Algás promove a cultura entre jovens de Penedo

Texto de Anayse Rodrigues

Resgatar a cultura e promover a tradição do pastoril, guerreiro, coco de roda e bordado junto a crianças e adolescentes de Penedo é o objetivo do projeto “Folguedos Brincantes: Lendas Vivas”, da Casa da Amizade de Penedo.

Apoiado pelo Edital Algás Social 2016-2017, o projeto vem difundindo a tradição dos folguedos alagoanos por meio de oficinas de bordados e apresentações artísticas. Na última terça-feira (2), a Casa da Amizade de Penedo apresentou um Sarau Poético para demonstrar a efetividade das ações do projeto.

Realizada na Casa da Aposentadoria do município ribeirinho, a apresentação cultural encantou o público presente e contou com a participação especial do Guerreiro Treme-Terra de Penedo, da Mestre Chica, do grupo Quebra Coco do Mestre Belo e da Banda de Pífanos de Sérgio Martins.

Para o estudante e integrante do projeto, Daniel Pereira, essa é uma oportunidade de valorização da cultura da região. “O projeto é muito importante, pois além de ressaltar a cultura da cidade histórica de Penedo, serve de estímulo para que nós possamos propagar algo tão rico presente em nossas vidas”, afirma Daniel.

De acordo com a presidente da Casa da Amizade, Francisca Lessa, a Algás tem um papel fundamental no projeto por ser a única empresa apoiadora das ações. “Vencer o edital da Algás foi primordial para que o projeto ‘Folguedos Brincantes’ se tornasse uma realidade, garantindo o atendimento de cerca de 50 alunos da Escola Estadual Gabino Bezouro”, comemora.

Veja também  Casal finaliza obra de recuperação da Calha Parshall do emissário submarino

Para o diretor-presidente da distribuidora alagoana de gás natural, a Algás, Arnóbio Cavalcanti, o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Casa da Amizade de Penedo revisita os folguedos tradicionais do povo penedense e assegura seu reconhecimento e valorização.

“Poder resgatar a cultura alagoana por meio do folclore, danças e bordado proporciona educação e estimula crianças e adolescentes a compartilhar os valores da nossa identidade”, destaca Cavalcanti.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: