Prova Brasil mobiliza gestores e alunos de escolas estaduais da 1ª Gere

Texto de Ana Paula Lins

Cinquenta escolas estaduais da Baixa Maceió que integram a 1ª Gerência Regional de Educação (Gere) vão fortalecer a mobilização para a Prova Brasil, avaliação de rendimento escolar que serve de base para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e diagnostica a qualidade da educação brasileira. Em Alagoas, 111 mil estudantes de 997 escolas participarão da Prova, que será aplicada entre os dias 23 de outubro e 3 de novembro em todo o País.

Pela primeira vez, a Prova Brasil do ensino médio será aplicada tanto para as escolas públicas quanto particulares com pelo menos 10 alunos matriculados na 3ª série. Continuam sendo avaliadas também as turmas de 5º e 9º anos do ensino fundamental. A prova servirá como um diagnóstico da proficiência destes estudantes em língua portuguesa e matemática.

“Estamos fortalecendo esta mobilização e fechando um cronograma de atividades relacionadas à prova nas escolas, o que inclui, dentre outras ações, simulados, aulões, atividades motivacionais”, contou a gerente Edna Lopes, durante reuniões com gestores na sede 1ª Gere, na Pajuçara. Foto: Valdir Rocha

Na ocasião, também foram distribuídos 5.667 cadernos de língua portuguesa e matemática para as unidades de ensino. “Estes cadernos possuem uma série de atividades que podem ser utilizadas para trabalhar dificuldades de aprendizagem com os alunos”, explica Edna.

Veja também  Ifal oferta mais de 3 mil vagas para nível médio integrado e subsequente

Uma nova mobilização da prova Brasil está prevista para o próximo dia 19, desta vez envolvendo também escolas das redes municipais que compõem a 1ª Gere – Maceió, Marechal Deodoro e Paripueira.

Escola 10 – As escolas estaduais Maria Rita Lyra, Guiomar de Almeida, Theonilo Gama, Luís Carlos, Pedro Teixeira e Antônio Vasco apresentaram ações exitosas dentro do Programa Escola  10 – união de forças entre o Governo de Alagoas e municípios na busca por melhorias na educação pública de Alagoas.

Uma destas iniciativas é o Projeto Sacola Viajante, da Escola Estadual Antônio Vasco, em Riacho Doce. Por  meio da iniciativa, 300 estudantes podem levar livros para casa, onde terão a tarefa de fazer um resumo da obra lida. Foto: Valdir Rocha

“Por meio desta ação, incentivamos a leitura e ainda trabalhamos diversos aspectos gramaticais. Por exemplo, ao fazer o resumo da obra, eles também deverão fazer separação de sílabas, encontrar palavras com uma determinada grafia, dentre outras tarefas”, explana a articuladora de ensino Lydia Pollyana Castela.

Fonte: Agência Alagoas
Compartilhe: