Referência nacional, Junta Comercial de Alagoas completa 124 anos

Texto de Hotton Machado

Órgão alagoano responsável pelo registro de negócios e pela administração da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) no Estado, a Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) completa, nesta sexta-feira (26), 124 anos de história.

Marcada pela modernização dos serviços oferecidos à sociedade alagoana, a história do órgão começou em 1893 com a sanção do decreto que delimitava a criação da Junta Comercial pelo então governador Gabino de Araújo Besouro. Hoje a Juceal é referência nacional em relação aos processos de simplificação do registro de empresas, levando o estado à liderança do ranking produzido pela Receita Federal, que avalia os níveis de implantação da Redesim em cada unidade federativa.

Durante a sua história, a Juceal promoveu o registro de 158.719 empresas, sendo, desse total, 93.788 microempresas, 11.027 empresas de pequeno porte e 53.904 negócios considerados sem porte. Ainda em seu banco de dados, a Junta Comercial possui o registro de 96.302 microempreendedores individuais (MEIs), tipo empresarial ao qual o órgão oferece auxílio em relação à legalização do empreendimento.

Para o presidente do órgão alagoano de registro, Carlos Araújo, a Juceal atinge os 124 anos em grande modernização e oferecendo o melhor serviço disponível no país, serviço esse que serviu de base para onze estados.

Veja também  Estande do Senado é destaque na Bienal do Livro de Alagoas

“O que há de melhor no registro empresarial está em Alagoas. Ao longo dos anos, a Juceal veio desburocratizando o registro, tornando o serviço rápido e com menos custo para o empresário. Com a Redesim, a Juceal passou a função de registro puramente e tomou conta desse ambiente para oferecer também uma legalização simplificada. Hoje a Junta Comercial atinge os 124 anos moderna, com todo o estado integrado, referência nacional e despontando Alagoas como o melhor ambiente em relação à Redesim”, exaltou.

Referência em relação aos serviços adotados, a Junta Comercial disponibiliza, hoje, um ambiente on-line – o Portal Facilita Alagoas – onde o empresário pode realizar o registro do seu negócio em até 48h. A protocolização no órgão também evoluiu, contando com a entrada on-line para empresário individual, sociedade limitada e empresa individual de responsabilidade limitada, e entrada presencial de processos em todas as regiões do estado.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: