Sedetur participa da 8ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais

Texto de Rhayler Peixoto

O sucesso das políticas públicas no Estado de Alagoas foi tema de uma palestra durante a 8ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais. O evento, que aconteceu em Brasília, tem intuito de promover a criação de espaços dinâmicos de debates sobre a execução e aprimoramento de projetos de desenvolvimento local.

A representante da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Giselle Mascarenhas, atua como superintendente de Desenvolvimento Regional e Setorial e participou na quinta-feira (9) da mesa-redonda Casos de Sucesso de Núcleos Estaduais de Apoio às APLs. O êxito do Estado na implantação e expansão do programa foi o assunto principal da palestra.

Visando à melhoria na qualidade de vida da população alagoana, o Programa de Arranjos Produtivos Locais de Alagoas (PAPL) é gerido pela Sedetur juntamente com o Sebrae/AL.

“O APL atende diretamente mais de 13 mil pessoas, em 82 municípios alagoanos, promove a inclusão produtiva dos municípios e proporciona a geração de emprego e renda para os produtores. Estamos focados em potencializar as vocações de negócios e fomentar o empreendedorismo através de capacitações, intercâmbios de produtores e regiões produtivas”, explica o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

Veja também  Cidade Histórica: Marechal Deodoro celebra 426 anos

Agora, com dados positivos e 11 anos de atuação – ocupando um espaço de destaque em todo o Brasil, no segmento de desenvolvimento regional – o programa cumpriu seu papel e passará por uma reformulação, que abre espaço para instituir um novo modelo.

O novo formato, além de continuar concedendo apoio direto aos Arranjos Produtivos Locais, englobará, também, os Aglomerados e Cadeias Produtivas, considerando as alterações e demandas do cenário socioeconômico de Alagoas.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: