Seduc e Ufal promovem premiação de medalhistas da Olimpíada de Física

Texto de Luana Santana

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Centro de Ciências e tecnologia (Cecite) e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), realizou na quinta-feira (25) a premiação e entrega de medalhas de estudantes alagoanos medalhistas da Olimpíada Brasileirs de Física das Escolas Públicas (OBFEP) e da Olimpíada Estadual de Física. A solenidade ocorreu no Centro de Formação Professor Ib Gatto Falcão (Cenfor), no Cepa, e, na ocasião, além de receberem as medalhas, os alunos participaram de duas palestras e, ao término da solenidade, se dirigiram para o Cecite, onde puderam visitar uma exposição interativa de Física.

Na rede pública estadual, 24 alunos conquistaram medalhas na olimpíada estadual, das quais oito bronzes, nove pratas e nove ouros. Durante a cerimônia, também foram premiados os alunos medalhistas da OBFEP nas redes estadual, municipais e federal.

O superintendente de Políticas Educacionais (Suped), Ricardo Lisboa, ressaltou a premiação como um reconhecimento do trabalho realizado pelas escolas. “Esta premiação é também uma forma de estimular o interesse dos alunos pelas disciplinas de exatas. Queremos desmistificar essa ideia de que elas são distantes da nossa realidade e de difícil entendimento”, disse Lisboa.

Premiados  

O estudante Marcos Antônio Silva, da Escola Estadual Moreira e Silva, conseguiu dupla premiação, tendo conquistado ouro e bronze nas etapas estadual e nacional. “Essas conquistas para mim representam uma grande honra, porque nos preparamos muito”, relatou o estudante.

Outro premiado foi o estudante José Cleyton Mendes, da Escola Estadual Maria de Lourdes, de Batalha. Ele também destacou sua satisfação com a conquista. “Acredito que essa conquista é fruto de um esforço que foi muito bem recompensado. Pretendo me esforçar ainda mais e participar da próxima Olimpíada e, quem sabe, conquistar mais medalhas”, disse o aluno, bastante entusiasmado.

Veja também  Pedreira Brita Forte é inaugurada em Murici durante 6ª edição do Governo Presente

As instituições de ensino que tiveram atuação destacada nas olimpíadas também foram premiadas. É o caso da Escola Estadual Moreira e Silva. “Essa conquista representa uma grande satisfação, pois serve como uma motivação a mais para os nossos alunos”, afirmou Joseane Martins, uma das diretoras da unidade de ensino.

Edição 2017

O coordenador do Cecite, Ronaldo Cristiano, conta que Alagoas registrou crescimento na participação de suas escolas nas olimpíadas de física. Na OBFEP, o número de instituições participantes pulou de 41 em 2013 para 132 em 2016, o que representa um aumento de mais de 100%.

“Para 2017, estamos novamente preparando formações para professores e alunos, porque um dos objetivos da Seduc é utilizar as olimpíadas como instrumento para melhorar o ensino e aprendizagem da componente curricular de física no nosso Estado”, destacou o professor.

As inscrições para as Olimpíadas Brasileiras de Física de 2017 estarão abertas a partir de 2 de junho através do site da OBFEP (www.obfeb.org.br) e a primeira etapa das olimpíadas acontecerá no dia 8 de agosto. Podem participar alunos a partir do 9º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: