Seduc reafirma a manutenção do estudo do Espanhol na rede estadual

Texto de Manuella Nobre

A secretária executiva da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Laura Souza, recebeu nesta segunda-feira (3) representantes da Pró-reitoria de Graduação (Prograd), da Faculdade e do Curso de Letras da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e da Associação de Professores de Espanhol para tratar da continuidade da oferta da Língua Espanhola na Rede Pública Estadual.

Mesmo reconhecendo a prioridade da obrigatoriedade da Língua Inglesa, conforme preconiza a Lei Federal 13.415, a secretária confirmou a manutenção da oferta do Espanhol em todas as unidades de Ensino Integral, com duas horas semanais, a manutenção em sala de aula de todos os professores efetivos da disciplina, além da disponibilidade de oferta por meio de centros de línguas em regiões polo. Também haverá o atendimento nas escolas localizadas em regiões turísticas do Estado.

“Do ponto de vista da gestão, precisamos de uma readequação e é nisto que estamos trabalhando. Mas como já havíamos afirmado anteriormente, todos os professores efetivos de língua espanhola serão mantidos em sala de aula. Todas as escolas que já têm professor efetivo continuam. Em nenhum momento houve orientação divergente desta. Além disto, até o final do ano, pretendemos estar com os centros de língua funcionando, garantindo esta qualificação, inclusive com certificação, aos estudantes”, garante Laura.

Veja também  Municípios têm até 14 de junho para aderir ao Programa Saúde na Escola

Parceria- Ainda durante o encontro, o grupo de visitantes propôs uma parceria no diálogo constante e na formação de professores de espanhol da rede, além do apoio dos centros de idiomas a partir da elaboração da proposta técnico-pedagógica e formação dos quadros técnicos, planejamento e monitoramento.

“Muito importante este movimento da escuta, uma reunião para conciliar interesses e garantir que o Espanhol mantenha seu lugar, visando principalmente o estudante e o aprendizado da língua”, desta Sandra Regina Paz, pró-reitora de Graduação da Ufal.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: