Semarh mobiliza gestores municipais para a implantação do Projeto Orla

Texto de Débora Rosset

Ordenar a orla marítima de Alagoas faz parte das ações da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) ao colocar em prática o seminário Projeto Orla Apa Costa dos Corais, realizado nesta sexta-feira (25), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), das 8h às 13h, no bairro de Jacarecica, em Maceió.

O Projeto Orla tem a responsabilidade de planejar e assegurar recursos junto ao Governo Federal com a proposta de ordenar os locais públicos, respeitando a preservação ambiental.

Com o objetivo de conscientizar os gestores municipais da Apa Costa dos Corais, o seminário será voltado para os municípios de Japaratinga, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres, Passo de Camaragibe, Maragogi, Paripueira e Barra de Santo Antônio.

Durante o evento, será abordado o combate as agressões aos ecossistemas fragilizados da orla que são por vezes comprometidos pelo desmatamento e pela ocupação urbana sem compromisso com o meio ambiente.

O projeto é focado em levar ações de políticas públicas junto ao poder público municipal, moradores e pescadores da região.

Gestão

O Projeto de Gestão Integrada da Orla Marítima (Projeto Orla) é uma ação conjunta entre o Ministério do Meio Ambiente e Planejamento com ações que buscam o ordenamento dos espaços litorâneos sob domínio da União, aproximando as políticas ambiental e patrimonial, com ampla articulação entre as três esferas de governo e a sociedade.

Veja também  Juventude poderá pagar meia-entrada em eventos culturais e esportivos

Programação

8h30 – Abertura

9h00 – Palestra Gerenciamento Costeiro – GERCO

Ricardo César – Instituto do Meio Ambiente – IMA/GERCO

9h30 – Palestra Planejamento Urbano

Prof.ª Regina Coeli – Universidade Federal de Alagoas – UFAL

10h30 – Coffee Break

11h00 – Palestra Projeto Orla e Patrimonial

Mário Cardoso – Superintendente do Patrimônio da União em Alagoas – SPU

11h30 – Palestra Projeto TerraMar

Fabiana Cava – GIZZ/MMA

12h – Debate / Considerações finais

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: