Seris impulsiona transformação no cárcere com incentivo à leitura

Texto de Victor Costa

Estimular a cidadania, educar e promover o acesso ao conhecimento através da leitura. Neste ano, a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) implantou o projeto Lêberdade, que assegura a remição com a leitura, implantou uma biblioteca no Presídio Cirydidão Durval e reabriu salas de aula nos Presídios Baldomero Cavalcanti e Feminino Santa Luzia.

O secretário da Ressocialização, coronel Marcos Sérgio de Freitas, lembra que o acesso ao conhecimento é um vetor determinante para humanizar as penas. “Os agentes penitenciários têm estimulado o ensino nas salas, a leitura nas bibliotecas e renovado as perspectivas dos internos com a participação da sociedade civil”, salienta o gestor.

Nesta semana, a Gerência de Educação, Produção e Laborterapia da Seris recebeu 374 livros doados pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e Sociedade de Ensino Universitário do Nordeste (Seune). A iniciativa amplia o acervo bibliográfico dos presídios, fomenta o Lêberdade e auxilia nos estudos dos mais de 500 alunos matriculados regularmente nas escolas dos presídios.

“O Lêberdade é uma iniciativa louvável. Acredito que a leitura é essencial no processo de emancipação de qualquer pessoa. O contato crítico com literaturas de alta qualidade abre novos horizontes e permite uma visão de mundo completamente distinta. Por essas razões, resolvemos fazer as doações”, comenta o professor da Seune Paulo Rodrigues.

Veja também  Escola de Paripueira representa rede estadual em Brasileiro de Vôlei de Praia Escolar

A supervisora de Educação da Seris, agente penitenciária, Genizete Tavares, fala sobre o interesse da sociedade em contribuir com as boas práticas no cárcere. “A sociedade tem atendido ao nosso chamamento para doar livros e enriquecer nossas bibliotecas e salas de aula. Compartilhamos do sentimento de que doando livros, estamos doando liberdade”, finaliza.

Aqueles que desejam conhecer melhor os projetos no âmbito da educação e realizar doações de livros para o sistema prisional devem entrar em contato com a Gerência de Educação, Produção e Laborterapia da Seris através do telefone: (82) 3315-1090.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: