Sertanejos participam de evento que discute potencial do Semiárido alagoano

Texto de Andressa Alves

O Sertão vai virar um mar de negócios. Com este propósito, mais de 300 sertanejos participaram, nessa quinta (25) e sexta-feira (26), do Seminário de Oportunidades do Semiárido Alagoano, realizado na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), no Campus de Delmiro Gouveia.

O evento, realizado pelo Sebrae com o apoio do Governo do Estado, contou com palestras e discussões voltadas para estudantes, produtores rurais e empreendedores, que discutiram o desenvolvimento socioeconômico por meio do agronegócio, empreendedorismo e inovação.

Para o produtor e Zootecnista Maurício Alécio, de 46 anos, nascido em Santana do Ipanema, o Seminário promove o intercâmbio de experiências e maior conhecimento sobre a região.

“Há 17 anos eu busco aplicar em minha produção noções de empreendedorismo. Eventos como esse ampliam nossa visão de mercado e nos mostram os potenciais do Semiárido, além de informar sobre a realidade de cidades vizinhas e suas ações na área”, afirma Maurício Alécio.

A região conta, atualmente, com três Arranjos Produtivos Locais (APLs): Apicultura, Ovinocaprinocultura e Caminhos do São Francisco, voltado para o segmento de Turismo. Juntos, os arranjos impactam, diretamente, 1 mil e 403 cooperados e associados.

“Diante do atual cenário econômico, é essencial que as principais entidades do setor e os próprios produtores estejam juntos, pensando em temas e soluções com foco na diversidade de produtos e oportunidades agrícolas, a situação atual e os seus desafios”, ressaltou a superintendente de Desenvolvimento Regional e Setorial, Giselle Mascarenhas.

Veja também  Ocupação hoteleira na região do Sertão de AL é de 95% no feriadão de Finados

Negócios sustentáveis e inovadores

Com um olhar voltado para a demanda do mercado, a superintendente de Empreendedorismo do Porto Digital de Pernambuco, Ana Roberta Souto, apresentou a experiência exitosa de tecnologia e inovação aplicada às necessidades regionais, com o painel “A Melhoria do Ambiente de Inovação: Criatividade, Empreendedorismo e Tecnologias”.

Na ocasião foi lançado, ainda, o Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional – Região Nordeste, do Ministério da Integração Nacional, que tem como objetivo premiar os trabalhos e projetos inovadores que apresentem potencial de transformação da realidade socioeconômica nos territórios.

As inscrições podem ser realizadas a partir do dia 1 de junho, no site: www.mi.gov.br/premio.

Fonte: Agência Alagoas
Compartilhe: