SSP prende em Sergipe responsável por enviar drogas para Alagoas

Texto de Vanessa Siqueira

Três pessoas foram presas e 24 kg de drogas apreendidos durante operação conjunta entre a Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), Comando de Policiamento da Capital (CPC), Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Departamento de Narcóticos de Sergipe (Denarc), realizada nesta quarta-feira (2). Entre os presos está o responsável por enviar drogas do estado vizinho para abastecer organizações criminosas em Alagoas.

A ação, que foi comandada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), é um desdobramento da Operação Déjà Vu, que ocorreu no dia 22 de julho e apreendeu, na rodovia BR-101, no município de Junqueiro, 40 kg de drogas vindos de Sergipe.

As investigações foram realizadas pela DRN, em parceria com o CPC, e tiveram importante apoio do Denarc de Sergipe. Na quarta-feira (2), as equipes prenderam no município de Neópolis (SE), Gonçalo Bezerra da Silva Júnior, de 28 anos, considerado o responsável por abastecer algumas organizações criminosas e articular a vinda da droga para Alagoas.

Também foram presos Otaviano Gutemberg Fernandes e Silva, de 36 anos, e Manoel Bezerra da Silva Júnior, de 19 anos. Eles foram presos em um veículo Gol prata quando se preparavam para transportar 23 kg de maconha. Eles atuavam como mulas, transportando a droga.

Veja também  Professor de boxe muda realidade de jovens através do esporte

Na residência de Gonçalo os policiais apreenderam 1 kg de cocaína e um revólver calibre 38. Segundo o delegado Gustavo Henrique, todos já possuem passagem pela polícia. Gonçalo possui passagem por tráfico de drogas em Sergipe, Otaviano já foi preso por organização criminosa e Manoel por tráfico.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Lima Júnior, destacou o sucesso da operação e o importante apoio do Denarc/SE, que atuou dando suporte operacional para o sucesso da operação.

“O trabalho desempenhado de forma integrada pela Segurança Pública conseguiu prender o responsável pelo envio de drogas oriundas de Sergipe para Alagoas e, dessa forma, combater o tráfico de drogas interestadual”, afirmou.

Fonte: Agência Alagoas

Compartilhe: