Banco do Brasil volta a reduzir juros no rotativo

O Banco do Brasil anunciou, nesta terça-feira (14), uma nova redução nas taxas de juros para o rotativo do cartão de crédito. Em janeiro, o banco já havia diminuído as taxas cobradas sobre pagamento do valor mínimo da fatura.

Segundo comunicado da instituição, a medida antecipa parte dos efeitos da decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN), que limitou em 30 dias o uso do rotativo para o cartão de crédito.

De maneira geral, as taxas cobradas para os cartões do banco agora passam a variar entre 1,92% a 9,79% para o rotativo e 1,91% a 9,38% para o parcelado. Anteriormente, os juros cobrados no rotativo chegavam a 12,28%.

As novas taxas entram em vigor a partir das faturas com vencimento em 3 de abril, data limite para que as operadores de cartão de crédito passem a implementar as mudanças definidas pelo CMN.

Corte na Selic

Logo após a redução da taxa básica de juros a 12,25% ao ano, o Banco do Brasil reduziu as taxas cobradas em suas linhas de crédito, incluindo o rotativo, tanto para empresas quanto para pessoas jurídicas. O Itaú Unibanco e o Bradesco também implementaram corte nos juros após a queda da Selic.

Veja também  Lei que moderniza a CLT é publicada no Diário Oficial da União

Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco do Brasil

Compartilhe: