Cultura discute parceria com comunidade LGBT para evento em maio

O presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Vinícius Palmeira, participou de uma reunião com representantes do Grupo Gay de Maceió, da Central LGBT estadual e do conselho municipal ligado à Coordenadoria de Diversidade Sexual da Prefeitura de Maceió, na manhã desta quinta-feira (30). Durante o encontro, que ocorreu no prédio da FMAC, localizado no Jaraguá, as lideranças buscaram apoio do Município para a quinta edição da Marcha LGBT de Alagoas, que deve acontecer no dia 28 de maio na capital.

O evento acontece todos os anos e tem como finalidade reivindicar representatividade e a garantia de direitos como segurança e educação para a comunidade LGBT. De acordo com o presidente do Grupo Gay de Maceió, Danilo Silva, a Marcha LGBT encerra uma programação voltada ao Dia de Combate à Discriminação da População LGBT.

“O evento finaliza as comemorações relacionadas ao dia 17 de maio, quando o mundo todo comemora a luta contra a discriminação da comunidade LGBT. Além da marcha, teremos a blitz de prevenção nas ruas do comércio de Maceió, apresentação do Grupo Transhow no Teatro Deodoro e o Encontro Estadual da Juventude LGBT”, informou Danilo Silva.

Veja também  Procurador da Sedet profere palestra no VII Erefau

Neste ano, a Marcha LGBT de Alagoas será iniciada na Praça Sete Coqueiros e finalizada na Praça Multieventos, na orla marítima de Maceió. Segundo o diretor de políticas culturais da FMAC, Marcos Sampaio, que também participou da reunião, o Município deve apoiar os organizadores garantindo a estrutura física do evento.

“Nós entendemos que a Marcha LGBT faz parte da agenda cultural da cidade. Então, discutimos juntos essa agenda e estamos viabilizando apoio para que em maio se realize o evento e dentro dele as atividades culturais. É nosso papel oferecer esse suporte para que se combata a homofobia, que é um elemento extremamente nocivo”, disse o diretor.

Robson Muller/ Ascom FMAC

Compartilhe: