Curso Mediação de Conflitos vai auxiliar professores em sala de aula

Teve início na tarde desta segunda-feira 29 o curso Mediação de Conflitos promovido pela Escola Superior da Magistratura (Esmal), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). O curso, destinado aos gestores, coordenadores pedagógicos, assistentes sociais e professores das escolas contempladas pelo Programa Cidadania e Justiça na Escola vai auxiliar o trabalho dos professores da rede municipal de ensino na resolução de conflitos escolares.

“Não podemos controlar os eventos a nossa volta, mas temos o poder de escolher como agir diante do que nos acontece”, disse a facilitadora e professora da Esmal Moacyra Rocha, durante sua palestra. Moacyra, que é mediadora com formação pelo Conselho Nacional de Justiça, disse também que mediação é se colocar no lugar do outro. “O mundo está cada vez mais individualista, então o que podermos fazer é restabelecer o diálogo entre as partes e para isso, não podemos julgar, criticar ou mesmo condenar ninguém. O bom mediador é um bom ouvinte”, pontuou Moacyra.

foto04
Para a professora de português dos 8ºs e 9ºs anos da Escola Municipal Kátia Assunção, Ana Márcia Montenegro Ramalho, o curso vai auxiliar melhor nos trabalhos em sala de aula. “Espero agora poder lidar melhor com esses conflitos e intervir de forma positiva”, reforçou Ana Márcia.

Veja também  Inscrições para o Festival Estudantil de Teatro estão abertas

O curso acontece no auditório da Esmal, na Rua Cônego Machado, no Farol, nos dias 29, 31 de maio e nos dias 7 e 14 de junho, das 14 às 18h com os profissionais da Educação das escolas municipais Padre Pinho, Antídio Vieira, Kátia Pimentel Assunção, Haroldo da Costa, João Sampaio e na rede estadual, com as escolas Teotônio Vilela, Edmílson Pontes, Dom Otávio, Ananias de Lima e Mota Trigueiros.

João de Oliveira Filho – Ascom / Semed

Compartilhe: