Dia do Diabetes terá ação preventiva no PAM Salgadinho

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Gerência de Atenção às Doenças Crônicas e do Centro de Referência em Doenças Crônicas – Diabetes, Obesidade e Hipertensão (CEDOHC), promove, na próxima terça-feira (14), das 9h às 14h, no Bloco B do PAM Salgadinho, uma ação pontual para marcar a passagem do Dia Mundial do Diabetes. A atividade tem a finalidade de sensibilizar e conscientizar a população acerca dos cuidados preventivos, além da educação e do controle do diabetes e suas complicações.

Organizada em todo o país pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), a mobilização deste ano será desenvolvida dentro do tema “Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável”. Em Maceió, a data terá uma série de atividades, como a iluminação na cor azul – que corresponde à Campanha Nacional do Diabetes – na fachada do PAM Salgadinho e do prédio do Complexo Regulador de Maceió (Cora) por sete dias, garantindo visibilidade pública à semana em questão. A mesma iniciativa será adotada no Bloco B do PAM – local de funcionamento do CEDOHC – no dia do evento (14), onde ocorrerão as demais atividades.

Durante toda a manhã da ação está prevista a realização de 500 testes de glicemia da polpa digital, com a participação de acadêmicas do Curso de Enfermagem da Faculdade Seune. Além disso, um grupo de acadêmicos do Curso de Medicina que integram a Liga de Diabetes da UFAL estará no local dando orientações acerca da doença e coletando informações para a realização de estudo sobre a campanha. Ao final da ação – que conta com a parceria das empresas Sanofi, AstraZeneca, Torrent Pharma e Novo Nordisk, assim como da Faculdade Seune e da Liga de Diabetes da UFAL – será oferecido um lanche saudável para os participantes.

A Data

O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela IDF em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnósticos no mundo. A data tornou-se oficial pela Organização das Nações Unidas (ONU) a partir de 2007, com a aprovação da Resolução das Nações Unidas 61/225. O dia 14 de novembro foi escolhido por marcar o aniversário de Frederick Banting que, junto com Charles Best, concebeu a ideia que levou à descoberta da insulina em 1921.

Veja também  Prefeitura executa obra de drenagem na Santa Lúcia

dia-mundial-do-diabetes-2017-1

A Campanha

A escolha do tema da campanha deste ano se baseia em dados considerados preocupantes. Atualmente, há mais de 199 milhões de mulheres no mundo que vivem com diabetes e esse total deverá aumentar para 313 milhões até 2040. Diabetes já é a principal causa de morte de mulheres no mundo, vitimando 21 milhões de mulheres por ano. Isso é resultado também das desigualdades socioeconômicas, que expõem as mulheres aos fatores de risco de diabetes, como dieta e nutrição precárias, inatividade física, consumo de tabaco e uso nocivo do álcool.

A doença 

A Diabetes é uma doença crônica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar do sangue (glicemia). Além do fator genético, o diabetes é uma doença totalmente ligada ao estilo de vida adotado. Uma pessoa com alimentação desequilibrada, rica em gorduras, carboidratos, açúcares, produtos industrializados e pobre em vegetais, legumes e frutas tem mais propensão a desenvolver o diabetes. Sedentarismo, obesidade e tabagismo também são fatores de risco e, juntos, contribuem para o aparecimento da doença.

Apesar da ligação com o açúcar, a principal causa da diabetes é a obesidade. A doença tem como sinais e sintomas muita sede, perda de peso, vontade de fazer xixi, visão embaçada e fraqueza. Como prevenção, recomenda-se a prática de exercícios, boa alimentação, manutenção do peso e redução do estresse.

Ascom SMS

Compartilhe: