Economia Solidária promove inclusão social e produtiva

A Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), em parceria com o Centro de Atenção Psicossocial (Caps), o Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro POP) e a Casa Betânia, está promovendo a inclusão social e produtiva de usuários atendidos pelas unidades parceiras.

Por meio da criação de novos grupos de Economia Solidária com os centros e a Casa Betânia, a Semtabes abriu uma nova barraca na feira que está instalada na orla marítima da Pajuçara. No local, os grupos estão expondo e comercializando seus produtos em forma de rodízio.

A cada dia na Feira, uma nova oportunidade de expor surge para a artesã e usuária do Caps Kátia Leite, que confecciona produtos como biscuit, crochê, bordado em vagonite, ponto cruz e trançado de fitas. Segundo ela, trabalhar com o artesanato foi a maneira adequada para dar continuidade ao tratamento. “O artesanato é uma forma de terapia. Eu estou muito feliz com essa oportunidade. Quem sabe, a gente não ganha até mais espaço para expor?”, defende a artesã.

Jonathan Oliveira, oficineiro de capoeira, do Núcleo de Cultura parceiro dos CAPS (FOTO: Eliú Almeida/Ascom Semtabes)

Jonathan Oliveira, oficineiro de capoeira, do Núcleo de Cultura parceiro dos Caps (Foto: Eliú Almeida/Ascom Semtabes)

Ao todo, são cinco Caps, dois Centros Pop e uma Casa Betânia envolvidos nos novos grupos, localizados nos bairros do Village Campestre, Jaraguá, Farol, Bebedouro, Jatiúca, Serraria (José Tenório) e Jacintinho. Nos locais de atendimento municipais aos usuários que precisam de assistência, cerca de 90% dos pacientes participam de oficinas culturais, que abrangem o artesanato, a capoeira, a música e a fotografia, entre outros.

Veja também  Conheça os benefícios do Programa de Recuperação Fiscal

O oficineiro de capoeira e representante do Núcleo de Cultura, que realiza oficinas nos Caps, Jonathan Oliveira, afirma que esses projetos permitem aos usuários ganhar estímulo. “A gente trabalha com a autoestima de cada um e valorizando ao máximo cada um deles. Tem muitos materiais que são de autoria deles mesmos. Isso é muito importante para eles”, afirma Oliveira.

Usuários dos centros participam de diversas oficinas, entre elas a de fotografia (FOTO: Eliú Almeida/Ascom Semtabes)

Usuários dos centros participam de diversas oficinas, entre elas a de fotografia (Foto: Eliú Almeida/Ascom Semtabes)

A Feira de Economia Solidária está instalada em frente ao Iate Clube Pajussara e funciona de segunda a sexta-feira, das 14h às 22h, e aos sábados e domingos, das 10h às 22h.

Ascom Semtabes

Compartilhe: