Educação ambiental: encontro discute coleta seletiva nas escolas

As práticas sustentáveis e o gerenciamento de resíduos sólidos foi a temática escolhida para a edição deste ano do Programa de Educação Ambiental Lagoa Viva/PDDE/Escola Sustentável. Na manhã desta quinta-feira (25) representantes de 35 unidades de ensino da rede participaram do I Seminário de Formação, que aconteceu no auditório do Cinturão Verde. A intenção dos idealizadores é implantar a política de coleta seletiva nas escolas e comunidades. Para desenvolver o projeto a Secretaria Municipal de Educação (Semed) firmou parcerias com a Braskem, SEBRAE e Cooperativas de Recicladores.

A reunião foi uma oportunidade para que as escolas conheçam a metodologia que será desenvolvida e, com isso, elaborem e executem seus próprios planos de ação, de acordo com a realidade de cada unidade. Entre outras propostas, o curso serve para que os professores estimulem os alunos a participar de grupos de estudo e formações de comissões de meio ambiente que promovam qualidade de vida dentro e fora das escolas. A ação colabora, inclusive, para o aumento da autoestima desses jovens da rede pública, como explica Lenice Moraes, representante do Instituto Lagoa Viva.

“Nós trabalhamos com a educação ambiental, que é um tema transversal e interdisciplinar. Desse modo, todos os componentes curriculares estão envolvidos nesse trabalho de interação com os alunos, o que muda a rotina de sala de aula e colabora para o desenvolvimento pedagógico. É importante ressaltar que a participação de todos, alunos, professores e comunidade, é fundamental para o sucesso do projeto”, analisa Lenice.

Veja também  ONG faz apelo nas redes sociais para cuidar de animal vítima de maus-tratos

Outros encontros estão previstos para reforçar a temática da coleta seletiva nas escolas, entre outros assuntos pertinentes.

Thiago Guimarães (Estagiário) Ascom/Semed

Compartilhe: