Estudantes dialogam sobre combate à violência sexual

Sensibilizar crianças e adolescentes da Rede Municipal de Educação a reconhecer eventuais crimes de abuso e exploração sexual foi a proposta do Cine Esmal. A iniciativa integra o Projeto Cidadania e Justiça na Escola, realizado na manhã desta quinta-feira (18) no auditório da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal), no bairro do Farol.

Cerca de 400 estudantes do 5º ao 9º anos de cinco unidades escolares, sendo uma da Rede Estadual de Ensino, participaram do diálogo encabeçado pela professora Dina Ávila que, por meio da exibição de vídeos e narrativas lúdicas, provocou os alunos a refletir sobre a problemática.

A temática do evento foi pensada em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes, celebrado hoje. A atividade extra classe também faz parte do conteúdo programado para os alunos dos 5º anos das Escolas Municipais Eulina Alencar, Brandão Lima e Élio Lemos, que estão inseridas no novo Projeto da Semed intitulado “Educação em Valores”.

O projeto é resultado da parceria entre a Semed e a Associação dos Magistrados do Trabalho (Amatra). Professores e equipes gestoras das três unidades de ensino também participam de um ciclo de formação.

Para a vice-diretora da Escola Élio Lemos, Simone Santana, a intenção é muito positiva, pois muitas vezes o cenário de violência, abuso e violação de direitos já faz parte da realidade dessas crianças que, em sua maioria, são de comunidades muito carentes. Simone ainda destacou o apoio de parcerias como a da Esmal e Amatra que, para ela, são fundamentais no processo educacional dos alunos.

Veja também  Projeto Planta Maceió ampliará arborização com doação de mudas

“Já trabalhamos com o tema da violência dentro da escola justamente por entender que essas crianças têm uma realidade muito difícil, de carência familiar, de informação, de direitos negligenciados. Apesar de todo nosso esforço, nós precisamos dessas parcerias no sentido de potencializar o que já está sendo feito. A escola por si só não dá conta. Precisamos que todos estejam envolvidos para que tenhamos êxito”, ressaltou Simone.

dsc_0009

No final da manhã, a equipe teatral Trupeduque emocionou os alunos com a apresentação da música “Trem bala”, tema escolhido pelos idealizadores para o Projeto Educação em Valores.

“Eu já sabia de tudo isso que foi dito pela professora, pois aprendi na escola. Mas acho importante que a gente aprenda sempre mais”, disse Luiz Davi, aluno do 5º ano da Élio Lemos.

Thiago Guimarães/ Ascom Semed

Compartilhe: