Fiscalização flagra irregularidades em vagas especiais

Nessa quinta-feira (21) foi comemorado o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Para combater os abusos cometidos por condutores que estacionam irregularmente nos locais reservados, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) realizou uma operação em dois grandes shoppings da capital. Ao todo, 15 motoristas foram autuados durante a fiscalização.

“Ações desse tipo ajudam pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção e idosos a terem o seu direito garantido para deslocarem com maior facilidade dentro do estabelecimento comercial”, disse o supervisor de Fiscalização de Trânsito, Alison Lima.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), estacionar em vagas destinadas às pessoas com deficiência ou idosos, sem a credencial, é infração gravíssima e custa R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os cuidados na hora de estacionar em vagas reservadas de estabelecimentos comerciais devem ser tomados pelos próprios idosos e pessoas com dificuldade de locomoção. “Para ter o seu direito garantido é necessário que todos possuam a credencial de estacionamento que precisa estar visível no para-brisa do veículo na parte de dentro”, explicou o supervisor.

Para fazer a credencial de estacionamento, os idosos com 60 anos ou mais deverão levar cópias dos documentos CPF, RG e comprovante de residência. Os locais de emissão são o setor de Cadastro e Recadastro da SMTT, localizado no Tabuleiro do Martins (ao lado do posto da Transpal do bairro) e na Central de Atendimento ao Cidadão Já! do shopping localizado na Mangabeiras.

Veja também  UPA Trapiche atende mais de 100 mil pessoas em um ano

Ascom SMTT

Compartilhe: