Fiscalização noturna coíbe descarte irregular de resíduos

A coordenação de fiscalização da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) tem intensificado as ações no período noturno. O objetivo é identificar grandes geradores de resíduos que não seguem o Código Municipal de Limpeza, que determina que a coleta de resíduos é feita pelo serviço público somente para os geradores do lixo domiciliar. No caso dos estabelecimentos comerciais, que se enquadram no perfil de grandes geradores pela produção de mais de 100 litros de resíduos por dia, a coleta deixa de ser responsabilidade da Prefeitura e deve ser realizada pelo próprio estabelecimento por meio de uma empresa licenciada pelo Município.

Durante ação nessa quinta-feira (26), os agentes da Slum flagram um restaurante localizado na Ponta Verde que fazia seu descarte de resíduos na Avenida Silvio Viana, na orla da capital. O empreendimento foi autuado pelo descarte em via pública e notificado para que contrate uma empresa ambientalmente licenciada para fazer seu recolhimento e destinação adequada do material. O empresário tem 10 dias para apresentar ao órgão as adequações necessárias.

Davi Maia, gestor da Slum, a limpeza urbana precisa ser um pacto entre a população e o poder público. “Nossa cidade conta com ações diárias de limpeza, além da coleta seletiva que já é realidade, mas para que nossa cidade seja cada vez mais limpa, precisamos do apoio de todo mundo. Faça seu descarte corretamente e denuncie quem não o faz. Assim, poderemos tomar as medidas adequadas”, comentou.

Veja também  Equipamentos sociais celebram as festas juninas com usuários

Além do restaurante já citado, agentes da Slum flagraram um estabelecimento, na Amélia Rosa, que também não tinha contrato com uma empresa para o recolhimento de seus resíduos.

Fiscalização

Somente em agosto e setembro deste ano, a coordenação de fiscalização da Slum registrou 584 demandas ao setor. Dentre o número, estão processos, notificações e autos de infrações.

Central de Limpeza

Para fazer denúncias, solicitar serviços e tirar dúvidas, o cidadão pode entrar em contato com a Slum pelo 0800 082 2600. Além do WhatsApp: 9 8802-4834. A Central funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Compartilhe: