Planta Maceió doará três mil mudas de árvores na Bienal

A quarta edição do projeto Planta Maceió será realizada no próximo final de semana em uma versão especial. Após a parceria firmada com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a Prefeitura levará a iniciativa à Bienal do Livro de Alagoas, que acontece até domingo (08) no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá. Durante o evento serão doadas três mil mudas de árvores, entre exemplares nativos da Mata Atlântica e plantas ornamentais.

O Planta Maceió é um projeto itinerante lançado neste ano pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds) com foco na educação ambiental para conscientizar a população sobre a importância da arborização da capital e da preservação do meio ambiente.  A iniciativa é realizada quinzenalmente, sempre com a doação de mil mudas à população, e na Bienal será realizado em dois dias: no sábado (07) e no domingo (08).

“Firmamos uma importante parceria com a Ufal, reforçando o apoio da Prefeitura de Maceió à realização da Bienal, e agora ampliaremos o nosso projeto com a doação de mudas aos visitantes deste grande evento. Será uma edição especial, com dois dias de ações educativas e com a entrega de árvores e plantas ornamentais para que a população nos ajude a ampliar o verde no local que vivemos”, explicou Gustavo Acioli Torres, titular da Semds.

Projeto conta com ações de educação ambiental, doação de mudas e orientação técnica. Foto: Secom Maceió

Projeto conta com ações de educação ambiental, doação de mudas e orientação técnica. Foto: Secom Maceió

Além da educação ambiental, outro pilar do Planta Maceió é a orientação em relação ao plantio adequado, segundo lembra o secretário. “Toda edição do projeto é acompanhada por agrônomos da Semds, que orientam sobre o tipo de árvore indicado para a capital, o porte adequado conforme o local do plantio e os cuidados necessários para que a árvore cresça saudável”, acrescentou o gestor.

Veja também  Operação conjunta com o Inmeq fiscaliza uso do tacógrafo

O visitante que receber a sua muda também levará um folheto informativo e deve fornecer dados básicos para que a Semds possa monitorar as regiões do plantio a partir do projeto e também acompanhar o crescimento das plantas. “O plantio é importante e deve ser feito com a ajuda dos maceioenses, mas precisa ser feito com a orientação profissional para evitar que, ao crescer, a planta tenha que ser suprimida por prejudicar redes hidráulica ou elétrica, por interferir na infraestrutura ou que tombe, causando prejuízos”, completou Gustavo Torres.

Serviço

O quê: Projeto Planta Maceió na 8ª Bienal do Livro de Alagoas

Quando: dias 07 e 08 de outubro de 2017

Horário: a partir das 10h

Onde: Centro de Convenções, no Jaraguá

Compartilhe: