Rede de Pessoas Vivendo com HIV/Aids comemora Dia das Mães

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e Aids (RNP +Brasil)  em Maceió, realiza nesta sexta-feira (11), uma homenagem às mães soropositivas. O evento ocorrerá de 9h às 16h, no Sesc Guaxuma e tem como objetivo comemorar o Dia das Mães e promover momentos de alegria e diversão aos participantes do grupo.

A comemoração terá início às 9h com a chegada e recepção dos usuários com a apresentação da equipe do Programa de DST/Aids e Hepatites Virais da SMS. Logo em seguida, a enfermeira do Hospital Escola Helvio Auto, Lygia Antas, ministrará uma palestra sobre a importância da mulher na sociedade.

Seguindo a programação, às 10h30, a festa será animada com uma apresentação cantada pelo grupo e o representante da RNP+Alagoas, Roberto Marinho, fará os agradecimentos em nome da rede. Os usuários participarão ainda de um bingo, logo após será servido um almoço e durante o período da tarde eles participam de dinâmicas com educadores físicos do Sesc Guaxuma.

Para Marinho, essa iniciativa visa promover maior integração entre os participantes. “Vamos homenagear as mães e crianças soropositivas, trabalhando a qualidade de vida e auto estima desses usuários, demonstrando o apoio da rede e todo os usuários que fazem parte do grupo”, destacou.

Veja também  Saiba quais objetos não terão a entrada permitida no Arraial Central

A Rede

A Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids é um movimento nacional que foi iniciado em 1995 e reúne pessoas soropositivas para o HIV. Sua atuação é voltada a proporcionar aos portadores do vírus HIV/Aids a oportunidade de se tornarem os principais protagonistas da história de luta contra a doença no país, conhecendo seus direitos e deveres enquanto cidadãos e também os mecanismos de políticas públicas de saúde.

Em Maceió, o tratamento de pessoas com HIV é realizado pelo PAM Salgadinho, pelo Hospital Escola Hélvio Auto (antigo HDT) e pelo Hospital Universitário. No PAM Salgadinho, esse atendimento é feito pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que funciona no bloco I.

No local, homens e mulheres têm acesso ao teste rápido, utilizado na detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) como HIV, Aids, Sífilis e Hepatites B e C. No caso de um diagnóstico positivo, o paciente passa a fazer o tratamento com o acompanhamento da equipe do Serviço de Assistência Especializada (SAE) do CTA, formada por médicos de diferentes especialidades e outros profissionais de saúde.

Ana Cecília da Silva – Ascom/SMS

Compartilhe: