Slum realiza fiscalização em bares e restaurantes de Maceió

Parte fundamental do funcionamento da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), a Diretoria de Fiscalização realiza, desde a terça-feira (14), ações em bares e restaurantes da capital. A operação tem como objetivo averiguar a destinação dos resíduos produzidos pelos estabelecimentos comerciais e a situação da licença ambiental para funcionamento.

Davi Maia, superintendente de Limpeza Urbana, destacou a importância destas ações. “Nossas equipes fazem fiscalizações constantes em toda a cidade. Nosso objetivo é fazer com que o Código de Limpeza Urbana de Maceió seja cumprido em sua totalidade”, disse.

De acordo com o Código, todo estabelecimento comercial que produzir mais de 100 litros de resíduos deve contratar uma empresa licenciada para fazer a destinação do lixo de forma adequada. Os locais devem possuir um Plano de Gerenciamento de Resíduos (PGR), documento que mostra a empresa responsável pelo recolhimento e tratamento do material produzido..

Durante o trabalho, foram notificados dois estabelecimentos. “A empresa tem o prazo de 72 horas para apresentar as alterações necessárias para sua regularização”, explicou Pedro Sampaio, coordenador de fiscalização da Slum.

Agentes Slum

Agentes da Slum e da Semds. Foto: Sarah Mendes/Ascom Slum

O trabalho foi realizado em conjunto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds).

Veja também  Projeto Primavera de Museus leva cultura a estudantes

Sarah Mendes/ Ascom Slum

Compartilhe: