--Publicidade--

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado no ano de 2009 pelo Governo Federal com o propósito da construção de moradia própria para as famílias de baixa renda. A Caixa Econômica é o banco que faz a maior parte das transações de financiamento e o segundo é o Banco do Brasil.

Em dezembro de 2019 algumas mudanças estavam sendo previstas no protocolo de atendimento do programa, mas o futuro do Minha Casa Minha Vida ainda é incerto, devido ao fato de que está sendo substituído pelo Casa Verde Amarela que é o novo programa do governo atual.

--Publicidade--

Minha Casa Minha Vida

Com a mudança dos programas habitacionais em transição fica difícil afirmar o que de fato vai ser o Minha Casa Minha Vida daqui para frente, mas para esse ano de 2020 ainda, saiba como adquirir um imóvel contando com o subsídio.

O incentivo de crédito Minha Casa Minha Vida abrange quatro faixas de renda familiar, o valor dessa renda é de R$ 1.800 a R$ 9.000. Cada uma das faixas tem sua própria característica de financiamento.

Em todos os casos as parcelas não podem ultrapassar 30% da renda comprovada. Só pode fazer parte do programa quem não beneficiado por algum programa de habitação social do Governo Federal até então.

Uma tática usada na hora de aprovar o financiamento é para o cidadão que tem o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O valor entra para pagar a entrada do imóvel, parte da entrada ou quitar parcelas restantes.

Minha Casa Minha Vida
Minha Casa Minha Vida

Você sabia que o crédito para HABITAÇÃO POPULAR tem várias modalidades?

  • Operação Coletiva – Carta de Crédito do FGTS;
  • Quem desejar utilizar do FGTS para reformar ou até mesmo construir em locais urbanos;
  • Crédito Imobiliário Rural – Esse mesmo utilizado principalmente por quem não conseguiu pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).
  • Crédito Solidário – Esse Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) serve para quem busca reforma ou comprar uma casa;
  • Crédito Fundiário esse mesmo é cedido ao rural que pretende adquirir terra.

Cadastro Minha Casa Minha Vida

A opção tradicional para o cadastro do Minha Casa Minha Vida é comparecimento à uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF).  Levando os documentos como:

--Publicidade--

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovantes de renda e;
  • Extrato do FGTS.

Antes de fazer o cadastro você também pode usar o Simulador de Financiamento da Caixa. Esta opção de simulação também acontece quando você entra na negociação de algum lançamento diretamente com a Instituição Construtora que está oferecendo o Financiamento do Minha Casa Minha Vida em parceria com a Caixa. Nesta opção quem vai fazer o trâmite de aprovação de financiamento é o próprio consultor da imobiliária construtora que está em conversação com você. Veja abaixo como você mesmo utilizar o simulador de financiamento

Simulador Minha Casa Minha Vida

O simulador facilita o comprador a ter uma ideia de base na projeção de valor das parcelas, valores com o passar dos anos, e ainda a evolução do abatimento do saldo devedor. O simulador é válido para as variadas opções de compras e financiamentos habitacionais.

Simulador Minha Casa Minha Vida
Simulador Minha Casa Minha Vida

2ª Via do Boleto Minha Casa Minha Vida

A emissão de segunda via de boletos é muito fácil e pode ser feita por três canais diferentes:

2ª Via do Boleto Minha Casa Minha Vida
2ª Via do Boleto Minha Casa Minha Vida

No App Habitação Caixa você poderá consultar valores em abertos e também poderá gerar o código de barras dos valores ainda em aberto, podendo esses mesmos serem pagos no caixa eletrônico, casas lotéricas ou no ambiente online.

No Internet Banking além da emissão de boletos, você pode visualizar os contratos que estão no seu CPF e realizar o pagamento online.

--Publicidade--

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui